Posts Tagged ‘Entrada’

Panelaterapia

Monday, August 2nd, 2010

A Tatiana do Panelaterapia fez bruschettas com tomates, presunto parma e alho negro.

Ficou com uma cara boa, não?

Confiram o post e receita aqui:

http://www.panelaterapia.com/2010/07/bruschettas-de-tomates-frescos-parma-e.html

Molho para Salada

Wednesday, March 24th, 2010

Hoje lembrei de um molho para saladas que provei, há muito tempo. Misturava cebola ralada ou bem picadinha, curtida em vinagre, com shoyu, óleo de gergelim e tinha algo adocicado, que nunca soube com certeza o que era. Usei alho negro picadinho e funcionou bem tanto com vagens cozidas quanto com alface.

1/2 cebola pequena muito bem picada

3 colheres de sopa de vinagre de arroz

4 a 5 colheres de molho de soja (shoyu)

3 dentes de alho negro picados

Óleo de amendoim ou canola

1 colher de chá de óleo de gergelim

Misture a cebola picada com o vinagre de arroz e deixe curtir por meia hora ou mais.

Junte o shoyu. A quantidade pode variar, porque algumas marcas são menos salgadas. Adicione a mesma quantidade de óleo. Acrescente o alho negro picado e o óleo de gergelim.

Eu preferi colocar em um vidro. Na hora de consumir, é só sacudir e despejar.

Caponata com Alho Negro

Monday, February 22nd, 2010

Esta receita foi publicada originalmente no Delicia.

Finalmente a chuva diminuiu, temos tido dias de sol e noites com pancadas de chuva. Faz calor e as beringelas estavam dando sopa no balcão da pia. Lembrei de  uma receita do Chef Ochiai, mas não procurei. Lembrava-me que ele ia juntando ingredientes em uma frigideira grande e mexia eventualmente. Se não quiser chamar isto de caponata, tudo bem. Que seja um refogado de beringelas com alho negro.

Não é bem uma receita, porque não tomei medidas. Espremi dois dentes de alhoe refoguei em um pouco de azeite até levantar cheiro. Juntei uma cebola picada e uma pitada de sal. Deixei  que amaciasse um pouco antes de juntar um alho-porro (daqui do quintal), várias beringelas pequenas cortadas em cubinhos e 1 lata de anchovas no óleo, picadas.

E fui refogando. Quando achei que a mistura toda parecia estar muito seca, juntei uns 2 tomates picados e 1 pimentão. Deixei refogando mais até que tudo ficasse macio. Por fim, o restinho de um vidro de alcaparras, devidamente escorridas e alguns dentes de alho negro picados. Para completar, sal, pimenta-do-reino, pimenta vermelha moída e folha de manjericão.

Aliás, uma vez perguntaram para um professor de culinária do porquê de rasgar as folhas de manjericão e não picar. Ele respondeu: para eu me deleitar com o aroma.

Depois de frio, coloquei em um pote e cobri com azeite. Coloquei pouco, mas depois lembrei que azeite é gostoso e muito azeite, deve ficar muito mais gostoso. Além do mais, comprei-o  em uma promoção…

Comi com pão francês, também comi com pão pita, em sanduíches, acompanhando umas fatias de carne assada e poderia  até mistura-la a uma pasta, fazendo um macarrão de verão. É uma boa coisa para se ter na geladeira, ainda porque fica melhor no dia seguinte.