Conserva de Pepino

tsukemonopepino

No Japão existem vários tipos diferentes de conserva. Conserva-se vegetais em sal, pasta de soja, pasta fermentada de farelo de arroz, borra de sake, shoyu e ácido. Recentemente a conserva coreana apimentada chamada kimchee passou a ser muito popular. A comunidade japonesa no Brasil também consome muitas conservinhas – ou ao menos, espero que sim. A conserva no farelo de arroz é pouco popular por aqui, por motivos práticos. O Brasil é um país tropical e a pasta fermenta em velocidade astronômica. A temperatura ideal – abaixo de 20 graus – só durante alguns meses em em alguns estados. No resto do ano, a conserva teria que ficar dentro de uma geladeira, disputando espaço com garrafas de água e outros alimentos. Borra de sake, que costumava obter graciosamente em lojas de bebidas, nem pensar. O kimchee exige vários ingredientes.

Por isso achei muito curiosa a receita de conserva de tsukemono na cerveja. Nunca vi nada igual no Japão. Parecido, sim. Alguém teve a genial idéia de substituir a borra de sake por cerveja e conseguiu uma conservinha leve e que dura vários dias na geladeira, sem perder a crocância. Poucos ingredientes, quase nenhum esforço e só se pede um pouco de paciência.

A receita é bem simples:

Pepinos finos, lavados e sem as pontas
Sal
Açúcar
Cerveja.

tsukemonopepino2

Salgue os pepinos. Junte uns quatro de cada vez e role-os sobre uma tábua de carne, fazendo ligeira pressão. O sal vai arranhar levemente a superfície, penetrando melhor. Deixe que descansem durante cerca de 4 horas em temperatura ambiente. Vão suar.
Lave-os. Em um recipiente com tampa, misture cerveja (uma lata de 350 ml para cada dois quilos de pepinos) com sal e açúcar a gosto. Junte os pepinos. Não se preocupe se a solução não cobrir todos eles. Com o tempo, o pepino vai perder água e aumentar a quantidade de líquido, naturalmente.

Deixe curtir alguns dias. Com um dia ainda está com pouquíssimo sal e algum cheiro de cerveja. Mas o sabor vai melhorando com o tempo, assim como o aroma. Dura 2 semanas na geladeira, sem problemas.

Outras conservas na categoria Conservas.

Print Friendly
Share This Post
Esta entrada foi publicada em conservas, Cozinha do Desespero, Culinária japonesa, receita com as tags . ligação permanente.

11 respostas a Conserva de Pepino

  1. catjolie diz:

    Tenho que dizer que quando vi essa receita fiquei interessada, mas minha mãe ficou mais ainda, tanto que tentou fazê-la. Acho que o erro foi ela ter deixado num clima quente, fermentar fora da geladeira. Ficaram meio “cozidos” com uma coloração amarelada e no fim foram para o lixo. Ninguém teve coragem de experimentar. Alguma dica para uma próxima experiência?

  2. admin diz:

    Essa conserva deve ser mantida o tempo todo na geladeira. A cor se intensifica, fica verde-esmeralda e lá pelo terceiro ou quarto dia, o aroma de cerveja diminui. Mas fora da geladeira, nem em meses de inverno eu deixo. Sempre sob refrigeração.
    😉

  3. LuMa diz:

    Olá, Marisa, é um grande prazer conhecer uma expert que não apenas conhece a história gastronômica japonesa, mas nos fornece receitas e dicas preciosas. Vou tentar esse tsukemono com cerveja, e depois, passarei aquí para deixar minhas impressões. Muito obrigada pela dica! LuMa

  4. Marisa Ono diz:

    Eu não me considero uma expert. Tudo o que sei é o que sei e tento ser consistente com que comi e com o que se tem disponível.

  5. LuMa diz:

    Olá Marisa, já estou de volta para te deixar a impressão do pepino. Já comí ontem à noite e está uma delícia. Não temos pepinos japoneses, e portanto, comprei os comuns, os mais finos possíveis, mas ainda assim, cortei-os pela metade. Restou um leve amargo da cerveja, mas para quem gosta de verduras amargas como eu (jiló, nigauri, etc), isso deu até um toque a mais de característica, para diferenciá-los dos que se fazem com o saquê. Daquí a 15 dias estarei no Brasil, e já fiz até a listinha de tsukemonos que vou trazer de volta. O bom do Brasil é que a Liberdade(rs). Abraços, e muito obrigada de novo, pela receita.

  6. lucia seke diz:

    Gostaria de receitas de tsukemono.

  7. sergio nozaki diz:

    Marisa Ono, boa noite como se faz aquele nabo amarelo, e que tem um cheiro meio forte, obrigado

  8. Marisa Ono diz:

    Vai por mim, Sergio, é algo que dá trabalho e corre o risco de virar uma sopa botulímica no calor brasileiro. É mais seguro comprar pronto.

  9. angela maria v ribeiro diz:

    E CRIANÇA PODE COMER; PERGUNTO POR CAUSA DA CERVEJA.

  10. Marisa Ono diz:

    Eu sou de uma geração em que criança provava de tudo desde os 4 anos de idade, não ouso dizer se criança pode ou não provar pratos que contenham álcool. Creio que isso deve ficar à critério dos pais.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *