O Tofu

Bem, todo mundo sabe que se consome muito soja na Ásia. Discussões a respeito dos valores nutricionais à parte, o fato é que é consumido e muito, no Japão, sob diversas formas. Tofu, que é o leite de soja coagulado, prensado e assado (yakidofu) e frito (agedofu). O resíduo não é disperdiçado, vai na massa de biscoitos, pães ou num refogadinho úmido, com caldo e legumes. O leite de soja (tonnyu) também é consumido por muitos, assim como o soja cozido. Soja torrada vira uma farinha gostosa (kinako) que é polvilhada sobre doces. O soja verde, cozido com um pouco de sal, é um aperitivo típico do verão (edamame).

Mas hoje eu quero falar só do tofu, chamado de queijo de soja, resultado da coagulação do leite de soja aquecido com uma solução de cloreto de magnésio ou sulfato de magnésio (sal amargo). Eu, particularmente, prefiro o primeiro. Ainda quente é escorrido, moldado e depois de pronto se mantém durante alguns dias, dentro de um pote com água. O tofu artesanal não dura muito, infelizmente, e tem que ser manipulado com cuidado e higiene, porque muitas vezes é consumido cru.

Uma das minhas maneiras preferidas de consumi-lo é com um molho de shoyu e gengibre. Apenas, geladinho, cortado em cubos. Outra é coloca-lo em uma sopa à base de pasta de soja (miso). Dentro de um cozido, como o sukiyaki então! Reconheço, o tofu não tem muito sabor e por isso mesmo se dá bem com temperos fortes. Mas, para mim, é macio, reconfortante e lembra a infância.

Outra maneira que gosto de fazer é o Mabo Tofu. Na verdade, não é um prato japonês, é chinês. Mas muito popular no Japão. Existem centenas de receitas. Recentemente, aprendi mais uma.

Mabo Tofu.

150 a 200 gramas de carne de porco moída ou picada.

1 colher de chá de pasta de pimenta tobanja (ou mais, se preferir)

2 dentes de alho

1 colher de chá de gengibre ralado2 colheres de chá de pasta de soja (miso)

3 colheres de sake

1 colher de shoyu1 colher de chá de açúcar (ou mais, se preferir mais doce)

1 tofu

1 1/2 xícaras de caldo de galinha ou frango, bem neutro

1 colher de amido de milho

1 coher de chá de óleo de gergelim

1 colher de óleo de pimenta rayu (opcional)

Sal e pimenta do reino a gosto

Cebolinha verde à gosto

Refogue a carne de porco com um pouco de óleo até torrar. Deve ficar completamente seca, bem tostada, crocante, lindamente marrom-avermelhada.

Junte a pasta de pimenta tobanja, misturando sempre, até levantar cheiro.

Junte o alho e o gengibre. Refogue. Junte o miso e deixe levantar cheiro.

Acrescente o sake, o shoyu, o açúcar e o caldo de galinha. Deixe ferver por alguns minutos.

Enquanto isso, corte o tofu em quadrados de mais ou menos 2 centímetros e coloque-o em uma panela com água fervente com sal. Abaixe bem o fogo e deixe cozinhar por 3 minutos. Isso deixará o tofu mais firme.

Engrosse o ensopado com amido dissolvido em um pouco de água. Junte o tofu escorrido e misture, com cuidado para não desmanchar os cubinhos.

Tempere com óleo de gergelim, rayu, sal e pimenta.

Antes de tirar do fogo, polvilhe cebolinha verde picada.Sirva com arroz branco.

Share This Post

12 comentários em “O Tofu”

  1. Esta receita é deliciosa demais!!! Já preparei várias vezes e por causa dela, toda vez que faço alguma comida e o meu marido gosta, pergunta: “É receita da Marisa Ono?”

  2. Lisa, juro que esse seu comentário me provocou uma risada. Achei muito engraçado eu estar frequentando uma mesa estranha, fazendo parte do cotidiano de alguém que não conheço…

  3. Boa moite Marisa,gostaria de saber se vc sabe como se faz aquele agedofu,igual que se vemde em lojas de produtos japomeses que mimha mãe usa para fazer o imarizushi,doce lembramça de imfâmcia….sabe porque estou te pergumtamdo,devido a dificel tarefa de emcomtrar(agedofu)aqui,tofu sempre tem pois uma batchamzimha faz e mos vemde,mas mão sabe como faz tbm,se puder me emsimar,fico grato pois gostaria que mimha mãe fizesse o saudoso imarizushi,um abç e prbms pelas receitas amo todas…

  4. Koiti, fazer agedofu é complicado e ainda não consegui chegar na perfeição. Ele é fatiado em uma espessura certa, enxuto entre panos para perder parte da umidade, frito em um ponto X e depois jogado em óleo mais quente, em uma temperatura Y. No final das contas, não fica igual ao comprado pronto.

  5. Rayu é só despejar óleo quase fumegante sobre pimenta vermelha em pó. Agora existe outras receitas de rayu que é essa acrescida de cebola frita, alho frito, gergelim ou amendoim picado, camarão seco triturado e outras coisas. Vira uma pasta saborosa e picante e existem centenas de receitas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *