Torta Ópera

torta-opera

Ou Opéra, como preferir. Trata-se de camadas finas de massa feita com amêndoas, creme de manteiga (no original, com café) e ganache de chocolate. É uma torta baixa, servida em barrinhas retangulares. Não é muito doce e eu diria que é um sabor mais “adulto”. Nesta, fiz sem café, só para testar. Já vi versões com framboesas e chá verde. Vale a pena tentar.

Biscuit Joconde

170 gramas de ovos inteiros

125 gramas de açúcar de confeiteito

125 gramas de amêndoas moídas

30 gramas de farinha de trigo

4 claras de ovos médios

20 gramas de açúcar

25 gramas de manteiga

Bata os ovos até espumarem. Misture o açúcar de confeiteiro com as amêndoas moídas. Adicione aos ovos, junto com a farinha de trigo. Bata as claras em neve, adicione o açúcar aos poucos e bata até formar um merengue. Adicione à mistura anterior em 2 ou 3 adições, misturando com cuidado. Leve ao forno em assadeira untada e polvilhada, 60X40 cm, formando uma camada uniforme e fina (cerca de 1 cm) . Asse em forno pré-aquecido, 210 graus, por 10 minutos. Não deixe corar demais, pois pode ressecar e virar um biscoito.

Creme de manteiga

60 gramas de claras

100 gramas de açúcar cristal

100 ml de água

240 gramas de manteiga sem sal

Bata as claras em neve. Leve o açúcar e a água ao fogo, até formar uma calda em ponto de bala mole. Despeje sobre as claras, batendo sem parar, até esfriar e formar um merengue firme e brilhante. Deixe esfriar completamente.

Bata a manteiga e adicione o merengue aos poucos, misturando sempre com muito cuidado, formando um creme leve e fofo. Se preferir, adicione essência a gosto.

Ganache

200 gramas de chocolate em barra

200 ml de creme de leite

Aqueça o creme de leite. Despeje sobre o chocolate e misture até que derreta por completo.

Montagem:

Corte a massa em 4 placas. Regue cada placa com calda de água e açúcar (ou, se preferir, calda com café coado muito forte). Espalhe uma camada de creme de manteiga. Cubra com outra placa, regue com a calda, espalhe uma camada de ganache. Repita a operação, terminando com o ganache. Leve à geladeira para firmar. Para uma apresentação melhor, corte uma fatia fina das laterais, com uma faca afiada e limpa.

Share This Post

4 comentários em “Torta Ópera”

  1. Uma das melhores criações da doçaria mundial. A tradicional, como você mesma ressaltou, é confeccionada com creme de moka (creme de café amanteigado). Já fiz com manga e fica super bacana. Como a Marisa lembrou, a Ópera é uma torta baixinha, na verdade aconselha-se que não ultrapasse os dois centímetros.

    Abraço grande!!!

  2. Dois centímetros ou duas polegadas? Porque é difícil fazer um biscuit com menos de um centímetro de espessura, mais camadas de creme, etc…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *