Yokan de Batata-Doce

A batata-doce começou a ser cultivada, no Japão, na região sul da ilha de Kyushu, que antigamente chamava-se Satsuma. Por isso é conhecida como satsuma imo, ou seja, batata (tubérculo) de Satsuma. Ainda hoje, vendedores passam pelas ruas das cidades vendendo batata-doce assada na pedra, entoando uma cantiga (Yaki-imo… Yaki-imo… Oishi dessu yo…). Ela também é apreciada frita (em tempuras ou coberta com uma calda), cozida no vapor ou em doces. Para os doces, existe essa variedade roxa, que conferem uma cor intensa.

O yokan não é feito somente com feijão azuki. Existem versões com favas, caqui, castanhas, abóbora e batata-doce. Esta é a minha versão:

Satsuma Yokan

700 gramas de batata-doce, cozida no vapor e passada pelo passaverdura ou peneira

700 gramas de açúcar cristal

200 ml de água

Misture tudo e leve ao fogo, mexendo com uma colher ou espátula, até aparecer o fundo, formar montinhos quando despejada e a massa ganhar brilho. Se necessário, acrescente um pouco mais de água. A massa deve cozinhar por cerca de meia hora, em fogo baixo, para que o açúcar dissolva bem. Adicione então:

2 colheres de sopa de mel

200 gramas de açúcar

500 ml de água

1/2 colher de chá de sal

15 gramas de gelatina de alga em pó (kanten, agar-agar)

Misture a gelatina de alga em duas colheres de açúcar e dissolva em um pouco de água. Deixe reservado. Acrescente o restante à massa de batata e cozinhe em fogo baixo, até ferver. Adicione a mistura de gelatina de alga, misture e continue cozinhando, até que o doce ganhe brilho e uma certa consistência (cerca de 10 minutos).

Despeje em uma forma molhada e deixe esfriar bem antes de cortar.

Obs: a batata-doce, quando cozida no vapor, fica mais doce, por conta de um processo onde o amido é convertido em açúcar, que ocorre em temperaturas mais baixas. No microondas, apesar de rápido, a temperatura sobe depressa demais e a batata-doce não fica tão doce. Passe na peneira ou passaverdura ainda quente. Depois de frio, ela endurece e o resultado é um purê menos liso.

Se não encontrar batata-doce roxa, não se preocupe. Pode ser feito com batata-doce comum. A única diferença é a cor.

Share This Post

23 comentários em “Yokan de Batata-Doce”

  1. Que cara boa a desse yokan! Deve ser delicioso…
    Minha mãe fala muito dessa batata doce assada na pedra, quando ela esteve no Japão comia um monte com mel.
    Beijos e uma ótima semana, Yumi

  2. Cristiane, uma senhorinha vende batata-doce assada na pedra, na ponte da Liberdade. É um processo demorado, mas que aumenta e muito o sabor. Também assam na pedra castanhas (as nossas castanhas portuguesas). O cheiro delas assando é uma das melhores lembranças que tenho na vida.

  3. Olá,
    Moro em Curitiba e já procurei por diversos lugares mas não acho este batata roxa. Grato se me der uma dica de onde encontrá-la.

  4. Eu só encontrei essa batata-doce em Ibiúna e, mesmo assim, em um curto espaço de tempo. Quem sabe, aumentando a procura, também aumente a oferta…

  5. Marisa,
    Grato pela resposta. Vou continuar procurando.
    A propósito, a foto do yokan de seu site é realmente maravilhosa…

  6. Ainda não sei quem produz por aqui. Mas esta semana voltei a encontar a batata-doce roxa, desta vez no supermercado Ibiúna (próximo à rodoviária). De fato, a cor é linda e estou querendo fazer mais um doce com ela.

  7. Boa Noite.
    Informo que encontrei batata roxa no Varejão do Vila Sonia, na Av. Francisco Morato, quase em frente à delegacia. Eu estava procurando há 10 anos. Vou muito ao ceasa e nunca tinha achado por lá.

  8. Olá Marisa, passei por aqui novamente só para dar mais uma olhadinha na cor deste Yokan.
    Ainda não encontrei a batata doce roxa. Mas como sou persistente vou continuar procurando.
    Se encontrar, retorno por aqui para informar.
    Sucesso!

  9. Dirce, ague dofu é complicado. Pelo que sei, é preciso frita-lo duas vezes. Só que é um tal de um ponto e temperatura certa para ele estufar que não acerto.

  10. Marisa,
    Fiz o yokan conforme a receita, ficou muito bom.
    Fiquei em dúvida, quanto tempo dura na geladeira.
    Adorei a receita, obrigada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *