Cannoli

Dizem que na Sicília, canoli estão sempre presente em qualquer acontecimento: nascimentos, batizados, casamentos, Natal. Para comemorar uma pequena série de boas notícias, resolvi tentar esse doce. Sempre que penso no sul da Itália, por algum motivo obscuro, penso em aromas cítricos. Adaptei a receita de Salvatore Morici (espero que ele me perdoe), do Taormina (Alameda Itu, 251) e usei casca de laranja ralada.

Massa:

500 gramas de farinha de trigo

50 gramas de manteiga

150 gramas de açúcar

3 gemas

Vinho branco

1 pitada de sal

Recheio:

3 potes de creme de ricota da Tirolez

1/2 ricota fresca

Açúcar à gosto

Açúcar de baunilha (ou essência, se preferir)

Casca de 1 laranja, ralada

1/2 limão

um pouco de frutas cristalizadas, bem picadas

um pouco de chocolate meio-amargo, bem picado

um pouco de avelãs (ou pistaches) picados

Massa:

Misture a farinha com o sal e a manteiga. Adicione os ovos e o vinho, misturando até formar uma massa macia e que não grude. Deixe descansar por duas horas, coberto por um filme plástico.

Abra a massa fina (cerca de 1 mm de espessura), corte em quadrados e enrole em um tubo metálico. Cole a ponta com um pouco de clara, para que não desenrole enquanto frita.

Frite em bastante óleo, temperatura moderada, até corar bem. Cuidado que essa massa queima com facilidade.

Retire os tubos de dentro da massa. Depois de frios, guarde os canudos em um pote bem fechado.

Recheio:

Bata a ricota com a ricota cremosa e açúcar no multiprocessador. A quantidade de ricota varia. Se necessário, junte mais ricota. O creme deverá ser macio, porém não muito fluido, porque escorrerá dos canudos. Salvatore Morici usa apenas ricota, passada pela peneira duas vezes.

Adicione o açúcar de baunilha, as cascas de laranja e o suco de limão. Misture bem. A receita de Salvatore Morici não leva nem laranja, nem limão. Apenas baunilha e um pouco de canela.

Adicione os demais ingredientes e leve à geladeira, até a hora de servir.

Recheie os canoli apenas no momento de servir. Se quiser, decore com um pedaço de laranja cristalizada ou cereja. Salpique açúcar de confeiteiro.

Print Friendly
Share This Post
Esta entrada foi publicada em Doces, receita com as tags , . ligação permanente.

13 respostas a Cannoli

  1. Herika diz:

    Nossa, fiquei com água na boca agora. Acho que vou experimentar.

  2. Marisa Ono diz:

    Esqueci de comentar que rende muito. Não contei, mas com certeza, rendeu mais de 50 canoli pequenos.

  3. Nina diz:

    “Leave the gun. Take the cannoli”
    não tem como não lembrar…
    bjo

  4. Marisa Ono diz:

    Nina, do Poderoso Chefão,há outra cena com canoli. Mas eu não colocaria veneno em um canoli. O doce, delicado, não disfarçaria o sabor da toxina. (É, momento humor negro).
    Beijo.

  5. Inevitável não comentar do Poderoso Chefão!!!
    Esses eu vou tentar fazer nesse final de semana, já estou sonhando com canoli!
    Beijos, Yumi

  6. Marisa Ono diz:

    Eu sempre li que canoli tem que ser recheado na hora de comer. O curioso é que acabo de ouvir de um senhor italiano que ele prefere que sejam recheados na noite anterior, dando tempo para a massa ficar mais macia, e não crocante.
    É, não existe unanimidade sobre receita alguma, no mundo inteiro…

  7. Nathalia diz:

    Olá. to amando ler este site, até encontrei a receita de Gari, que eu procurava!
    Gostaria de saber se esse Canoli pode ser assado, tenho medo de fritar =/
    bjs

  8. Marisa Ono diz:

    Eu nunca experimentei assar. Porque não experimenta a receita de canudos assados?
    http://marisaono.com/delicia/?p=600

  9. José Carlos diz:

    olá, vc. não menciona a quantidade de vinho, fiquei com receio de colocar muito e a receita não dava liga, completei com leite, não sei se vai dar certo.

  10. Marisa Ono diz:

    A quantidade de vinho é até dar a liga.
    Por outro lado, o Carlos Bertolazzi publicou uma receita de cannoli que eu quero experimentar em breve:
    http://colunistas.ig.com.br/cucinando/tag/cannoli/

  11. erika diz:

    Comi canolle a muitos anos minha madrinha fazia enrolava em pedaços de cana, so nao me lembro se fritava com eles ah uma delicia o recheio era a ricota com amendoim torrado muito bom

  12. Ei Marisa, fiquei com uma dúvida: que tubos de metal você usou para enrolar a massa? Fiquei aqui pensando o que eu teria em casa que poderia funcionar e não consegui encontrar nada…rsrs

  13. Marisa Ono diz:

    Eu comprei em uma loja de produtos para confeitaria. Mas acho que antigamente o pessoal se virava com bambu fino.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *