Bolo Suflê de Abóbora

Bolo Suflê de Abóbora

Conheci os bolos-suflê no Japão. Basicamente, são suflês doces mas, ao contrário dos suflês tradicionais, eles são assados em banho-maria e, depois de frios, não desabam como os suflês quentes. A textura também é um pouco diferente. Não sei se definiria como um pudim aerado ou um bolo úmido. É uma sobremesa leve, delicada e que agradou o grupo de amigos que veio almoçar aqui em casa, neste feriado.  Já comi versões desse bolo feitas com queijo e também de chocolate.

200 gramas de purê de abóbora

3 gemas

30 gramas de farinha de trigo

200 gramas de creme de leite (usei o “de caixinha”; não tinha creme fresco e sei ainda é difícil encontra-lo na maioria das cidades brasileiras)

4 claras

1 pitada de cremor de tártaro (encontra-se em lojas para produtos de confeitaria e farmácias)

60 a 80 gramas de açúcar cristal (conforme o gosto pessoal e a doçura da abóbora)

Essência de baunilha à gosto

Bata o purê de abóbora com as gemas, a farinha e o creme de leite. Aromatize com a essência, se for usar.

Bata as claras com o cremor de tártaro, até o ponto de neve. Adicione o açúcar, batendo sempre, até formar um merengue.

Adicione cerca de 1/3 do merengue ao creme de abóbora. Misture com um batedor de mão, com movimentos delicados, até que todo merengue tenha sido encorporado. Adicione o merengue restante. Misture, sem bater.

Forre uma forma redonda de 20 cm de diâmetro com papel manteiga. Despeje a massa dentro e leve ao forno, dentro de outra assadeira cheia de água fervente. Asse em forno moderado, até que fique levemente corado por cima e o bolo tenha firmado.

Esfrie e leve à geladeira, antes de desenformar.

Para dar brilho e um sabor extra, cobri com uma calda de caramelo na hora de servir.

PS: A foto não ficou muito boa, é verdade. Devia ter tirado antes de cortar e servir, mas a conversa estava boa e esqueci disso. Só lembrei porque meus amigos lembraram que seria uma boa receita para o blogue…

Share This Post

4 comentários em “Bolo Suflê de Abóbora”

  1. De chocolate é ótimo. E eu também estou com dificuldade de lembrar o nome de alguns lugares. Credo, será que existe algum remédio para memória???

  2. Eu posso dizer que fiz parte do ” o grupo de amigos que veio almoçar aqui em casa” ( morram de inveja! rs)… e posso dizer que quase que nao sobrou bolo para contar historia. (Rs) Muito bom esse bolo. Ficou levinho e delicioso! Para comer sem culpa.

  3. Eu ia até tentar uma versão diet (sem açúcar) mas LP me mandou catar coquinho e as idéias que vieram a seguir foram ainda mais calóricas! Definitivamente, nós juntos não conseguimos pensar leve!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *