Sanma

O samma é o rei do outono japonês. Nesta época, ele é farto e gordo. Popular e saboroso, chega a ganhar um festival (confesso que não me lembro em que cidade), no qual milhares de pessoas se reunem para come-lo assado na brasa. Da categoria de peixes que por lá chama de “peixes azuis”, têm a fama de possuírem altos índices de ômega 3, assim como a sardinha, o carapau e o atum.

Infelizmente, segundo o fishbase.org, esse peixe não frequenta as águas brasileiras. só o norte do Pacífico.

http://fishbase.org/Summary/SpeciesSummary.php?id=303

Este foi comprado no Marukai (Galvão Bueno, Liberdade). Aliás, nem o preço intimidou minha mãe, que não titubeou em pagar R$21,00 por 3 peixes congelados, importados do Japão.

A minha maneira preferida de comê-lo é assado na brasa, acompanhado de arroz branco, com nabo ralado (daikon oroshi) e shoyu.

Share This Post
Esta entrada foi publicada em Culinária japonesa, Prato principal, receita com as tags , . ligação permanente.

8 Responses to Sanma

  1. Adri diz:

    Eu gostaria de comer mais peixe… Não temos esse hábito em nossa família. Seria uma opção saudável, mas costumes são coisas muito arraigadas!

  2. Fabricia Osada diz:

    Marisa eu estava tentando explicar o preço do sanma ai no Brasil para meu esposo, mas eu não consegui porque eu não lembro bem do real. Mas chutei 3 mil ienes ele quase deu um ataque, kkkkkkkkkkkkkk… aqui um sanma custa 39 ienes.

  3. Marisa Ono diz:

    Menos, Fabricia. Um sanma ficaria em algo entre 360 e 370 ienes. Claro que é caro, muitos peixes não chegam a esse preço por quilo…

  4. Eu adoro sanma. Eu sei que tem matsuri em Meguro (Tokyo). Em Iwate, Aomori e Miyagi tb tem.
    Em Isshiki, no litoral de Aichi tem um Sanma Matsuri. Eu fui. Eh um matsuri bem pequenininho, mas vale ir pelo peixe que assam. E dancavam o “Sanma Ondo”…

  5. Marisa Ono diz:

    Alexandre, eu fui em um evento em um mercado (algo parecido com o Ceasa) em Hamamatsu. Fizeram uma promoção curiosa: a gente comprava um saco plástico e levava quantos sanma podia. Fazia-se o impossível para colocar mais peixes… E não eram poucos que levavam caixa fechada. Assado na brasa é simples e espetacular! Só que não consigo comer as vísceras…

  6. rs… eu tb não consigo! Qdo fui ao matsuri, um amigo japonês pedia a parte das vísceras rs…
    pois, é.. nada se perde rs.

    Falando nisso, vc viu na Globo a matéria do Kovalick, de escama de peixe frita? Juro q nunca vi aquilo… já ouviu falar?
    bom dia Marisa

  7. Marisa Ono diz:

    Sim, eu já vi escamas de peixe fritas. Há quem faça um tipo de furikake com elas. Ou frite as peles de salmão, tilápia, etc, como aperitivo. O chef Shinya Koike do restaurante Aizomê faz até sushi com pele de atum grelhada… Saiu em uma matéria no caderno Paladar do Estadão desta semana:
    http://www.estadao.com.br/noticias/suplementos+paladar,e-coisa-de-pele,3740,0.shtm

  8. Mitsuo diz:

    Marisa, uma resposta bem tardia pois o assunto de vcs foi de 2010. Oito anos atrás…
    Morei uns anos no Japão, e lá o sanma custa só 100 yen, chegando a baixar até 80 yens no auge da temporada. Portanto um peixe saboroso, muito popular e barato! Abs.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *