Fispal – Equipamentos

Confesso que fiquei um tico desapontada com a Fispal. Havia muito mais equipamentos que alimentos. Não que eu deteste tecnologia, muito pelo contrário. Mas eram soluções para indústrias de alimentos e que eu provavelmente nunca terei a oportunidade de usar, testar ou ter. Muito equipamento para açougues, embalagens de todos os tipos, refresqueiras, balcões frigoríficos, câmaras frias, aquecedores de ambiente, fogões industriais, churrasqueiras e até caminhões refrigerados.

Dentre tantos stands, o da Rational chamou muita atenção. É o tipo de equipamento que eu veria na cozinha de um hospital, por exemplo, com a necessidade de produzir mais de 200 refeições por dia. Vi prepararem arroz, salmão, batata frita no forno sem óleo, grelhados, vegetais no vapor. Realmente impressionante. Conversando mais um pouco, soube do sistema de limpeza automática, economia de espaço, facilidade de operação, isolamento térmico que proporciona um certo conforto térmico à equipe da cozinha e o treinamento oferecido. E o pernil pururucado, no balcão, não me saiu da cabeça.

Os fornos combinados da Pratica até que seriam mais “possíveis” em uma cozinha doméstica. Mas certamente seriam melhor aproveitados em um restaurante ou padaria.

Há muito que não via de perto um equipamento desse tamanho. Essa batedeira (ou masseira, confesso que não sei o nome correto) é para uma quantidade absurda de pão. Eu caberia dentro e ainda sobraria espaço…

Eu já tinha visto uma modeladora parecida com essa, fazendo mochi recheado com anko (pasta de feijão) em funcionamento. Essa faz até 3.500 coxinhas (ou bolinhas, quibes, croquetes, brigadeiros) por hora. Outro modelo é capaz de fazer salgadinhos maiores. A Indiana também apresentou uma linha contínua, com modeladora e empanadora.

E essa máquina me deu saudades. Durante anos consumi de 2 a 3 bebidas compradas em máquinas automáticas, diariamente. Elas são parte da paisagem da maioria das cidades japonesas. Elas estão nas ruas, próximos à fábricas, em frente de lojas de conveniência e até dentro de refeitórios. E não vendem apenas bebidas geladas; o café em lata (horroroso, na maioria das vezes) vem quentinho.

E ainda pude experimentar o IPad de um amigo, durante a feira. Para quem ainda não me conhece, sou essa velhota de cabelo dessarrumado que engordou alguns quilos nas últimas semanas, por conta da distenção que me impediu até mesmo de andar.

Share This Post

4 comentários em “Fispal – Equipamentos”

  1. Eu sou totalmente a favor da automação em certas áreas. Modelar coxinhas é um processo mecânico. Melhor ter alguém cuidando de fazer uma massa gostosa, um recheio temperadinho, não?

  2. Bom dia Marisa.
    Quero parabenizá-la por suas dicas,suas qualidades são tantas,não sei cm ainda enxerga defeitos em uma pessoa recheadas de qualidades.

    Um abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *