Fispal – Alimentos

Quanto aos produtos alimentícios, confesso que fiquei entusiasmada em saber que já estão comercializando a farinha italiana no Brasil. São farinhas próprias para pão, pizza ou pasta. Será que alguma dessas farinhas importadas funcionaria em um udon ou lamen?

Uma curiosidade da feira foi a batata soufle. Alguém já tentou fazê-la em casa? Eu já. É preciso que ela esteja na espessura certa, seja pré-frita até um ponto X e depois frita em óleo quente, para estufar. Muito trabalho e algumas batatas perdidas.

Uma empresa chamada Flamingo Company trouxe doces divinos, delicadíssimos, pastas de grão-de-bico e de beringela e uma série de produtos do Oriente Médio. Amei os doces.

O Japão trouxe atum em lata, refrescos, energéticos, águas saborizadas…

Muita coisa com wasabi..

E muitos biscoitos (doces e salgados) feitos de arroz.

A Aromitalia apresentou, além de pastas e produtos para gelaterias, preparados para tiramissu e mousses, que poderiam ser servidas frias ou congeladas.

A Monin, marca conhecida por seus xaropes para bebidas, lançou preparado para frozen chocolate, chocolate quente cremoso e produtos diet.

E o que vi mais? Muito iogurte. O próximo verão vai ter iogurte de tudo quanto é jeito: em sorvete, sorvete do tipo soft (que a gente chama por aqui de “italianinho”), congelada em granizadoras. Iogurte azedinho (do jeito que eu gosto), médio ou quase sem acidez. Com frutas, com calda, em copos, em casquinhas. Enfim, para quem gosta de iogurte, vai ser o verão perfeito. No entanto, para quem é intolerante à lactose, aviso que esses produtos costumam conter leite na composição.

É possível que algumas sorveterias invistam no sorvete à base de leite de soja e diet. Café vai continuar forte, mas será que o café gelado vai pegar? Eu gosto de frapê de café, embora não goste da maioria das sobremesas com essa bebida. Mas sei que a muitos brasileiros não aceitam café que não seja pelando de quente.

Share This Post

10 comentários em “Fispal – Alimentos”

  1. É batata frita, Ione. Só que é oca por dentro. Parece maior no prato. E sugeriram servir recheada. Será que rola? Fiquei pensando se o recheio não iria amolecer a batata…

  2. Eu não provei os doces da Aromaitallia, Nathalia. Só vi… E eu deveria ter dado uma olhada no rótulo, para saber algo da composição. Será que existe mascarpone liofilizado?

  3. As batatas soufle já comi em festas chiques, são tentadoras mas nunca tentei fazer. Parece complicado e com as batatas que temos no Brasil, fica difícil chegar ao ponto certo para ficarem infladas e crocantes.
    Café gelado provei a primeira vez no Egito, num lugar chamado Brazilian Cafe. Era servido batido com leite, muito bom. Aqui só achei os fraputinos (expressos batidos com sorvete) que também gosto no verão.

  4. O stand deles era perto de onde estava sendo realizado o concurso de pizzas. Mas acho que na Fipan haverá muito mais opções de farinhas. E vai acontecer no mês que vem.

  5. Quanto as farinhas italianas, já temos disponivel no Brasil a farinha 00 do Molino Caputo, tida como a melhor farinha italiana atualmente em produção. A massa fica muito mais leve e saborosa, crocante por fora e macia por dentro. Na elaboração de pasta fresca, fica muito mais saborosa e ao dente, caso queiram mais informações, favor contatar-me.

    Abraços,

    Laércio Surian
    (11) 9357-3973

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *