Algumas Penas

Nesta época do ano temos muitas aves, provavelmente migratórias. Alguns periquitos andam se fartando das sementes da paineira em frente de casa. Ficam de ponta-cabeça e quebram a casca do fruto, desprezando o “algodão” e escolhendo as sementes.

Provavelmente sabem que estão seguros lá no alto. Não se importam muito conosco, nem com os barulhos que fazemos.

Este meteu-se em uma enrascada na beira da represa. Salvo, estava nervosinho. Voltou à liberdade depois que constatamos que estava bem, só um pouco cansado. Confesso minha ignorância. Não sei como é conhecido, nem à que família pertence.

Outras aves são mais ariscas e não colaboram muito na hora das fotos. Assim que conseguir umas boas, publico.

Share This Post
Esta entrada foi publicada em cotidiano. ligação permanente.

3 Responses to Algumas Penas

  1. LP diz:

    Os dois são residentes aí e o primeiro, o periquito, é o Brotogeris chiriri (periquito de encontro amarelo) e o outro é o Phalacrocorax olivaceus (biguá ou cormorão). O segundo é curioso por ser uma das poucas aves aquáticas que nadam com o corpo submerso e a cabeça fora dágua. Não têm as penas impermeáveis e podem ser visto se secando de asas abertas depois de cada mergulho atrás dos peixes…É primo daquela ave chinesa que é usada para a pesca, esganado por uma corda, no rio Yang-tze-kiang.

  2. Marisa Ono diz:

    O Biguá é o tal que vivem confundindo com a mitológica sucuri da represa. Juram que existe uma cobra com mais de 16 metros, mas sempre que me chamam, só vejo a cabeça dessa ave cortando a água.

  3. Dany diz:

    olá Marisa, tudo bem??? o primeiro passaro, cuja definição correta foi dada pelo LP, é tambem conhecido, pelo menos aqui na região onde moro por maritaca, são tipo uns papagaios, são barulhentos que só eles, adoram um coqueiro, carregado de coquinho, pé de ipê, girassol… são passaros encantadores, vira e meche aparece desses na frente de casa, adoro eles, são muito escandalosos, fazem um estardalhaço…mais os acho muito fofos!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *