Compota de Amoras

É época de amoras. Para alguns, é uma época infeliz, sobretudo na cidade. As frutas caem, mancham calçadas, passarinhos comem delas e descomem em cima do automóvel limpinho. Bem, por aqui, não tenho esse problema. Os frutos caem sobre a grama, pássaros se fartam e eu faço meu alongamento, todas as manhãs, colhendo as frutinhas.

Aliás, este ano, a safra está boa. Os pés estão carregados. Talvez por conta do cuidado, talvez por conta do clima, talvez por conta dos dois. Alguns frutos estão azedinhos, outros mais docinhos, depende do pé.

Aproveitei para fazer uma compota sem estresse. Simples, fácil. Reconheço que amoras são menos saborosas que framboesas, mas dão uma corzinha (ou melhor corzonha, porque é um tom muito vivo). Alegram até mesmo uma fatia de pão-de-ló bem à-toa. Mas como também com iogurte.

Pese as amoras já lavadas e escorridas. Para cada quilo de amoras, use 500 gramas. Misture as amoras e o açúcar (prefiro cristal) em uma tigela, sem amassar. Deixe descansar por algumas horas. Se preferir deixar de uma noite para outra ou por um período muito longo, deixe na geladeira.

O açúcar irá fazer com que as amoras “suem” um caldo.

Leve ao fogo e cozinhe. Como as amoras soltaram água, não vai ser preciso acrescentar nem um pingo. E como elas desidrataram, vão ficar menores, firmes e não desmancharão. Cozinhe até o ponto que gostar: calda rala, grossa ou média. Fica a seu critério.

Conserve na geladeira e consuma logo. A não ser que coloque em um pote de vidro com tampa de metal que rosqueie bem e leve para cozinhar, novamente, por 40 minutos. Aí, bem fechado, pode durar até 1 ano.

Share This Post

5 comentários em “Compota de Amoras”

  1. Fiquei com tanta vontade de comer compota de amora com iogurte que hoje catei um montão na pracinha.
    Já-já vou para a cozinha começar a fazer. Nham, nham.

  2. Eu vou pedir pro meu avô congelar amoras (ele tem vários pés no quintal). Assim que der, vou para a casa dele e pego as benditas para colocar no bolo – passo de leve na farinha de trigo e vou despejando numa massa de bolo simples, branquinha. Fica uma delícia!
    Beijinhos, Yumi

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *