10 Comments

  1. Gilda

    Mas que idéia genial! Inclusive deve dar para fazer com adoçante em vez do açúcar, para o marido que não pode comer. Vivo procurando “doces” diet que fiquem bonitos e diferentes. Só não atino com o modo de assar na própria casca. Como é que faço para tirar sem estragar? Deve ficar muito bonito!

  2. Marisa Ono

    Gilda, para rechear as cascas, você vai ter que assar as batatas inteiras, depois cortar ao meio no sentido do comprimento e cavar com uma colher. Fica muito bonito. E sim, deve de dar para fazer com adoçante culinário. Também pode substituir o creme por leite. Claro que não fica o mesmo sabor, o creme dá aquela textura aveludada. Mas é uma redução significante de calorias.

  3. Gilda

    Muito obrigada pelas explicações, Marisa. Até pensei em escavar, mas imaginei que assar, depois assar de novo, faria as cascas ficarem muito moles e sem resistência, mas na segunda vez é só para dourar, deve ser pouco tempo, não é? Acho que vai ser um sucesso e depois te conto. Valeu.

  4. Marisa Ono

    É, Gilda, vai ao forno para dar uma dourada e ficar com uma casquinha brilhante. Se o seu forno estiver bem regulado, colocando na parte de cima dele, vai dourar mais em cima que embaixo.

  5. Miguel Vieira

    Dei uma adaptada e cheguei num resultado interessante. Usei batatas de duas cores (roxa e amarela; ficou bonito, mas não um marmorizado perfeito como eu imaginei); substituí metade do creme de leite por leite de coco.

    Não sei se por essa mudança, ou se pela umidade das minhas batatas, a massa ficou muito mole. Juntei umas duas boas colheres de farinha — ainda assim ficou mole, mas decidi não por mais farinha. Assei em forminhas de silicone, achando que ia dar errado… mas depois de bastante tempo no forno (quase 1h), achei que ficou numa textura legal.

    Acho que dá pra reduzir a manteiga (pela metade, talvez): os bolinhos ficaram gordurosos no toque. De resto, achei delicioso, obrigado pela receita.

  6. Marisa Ono

    A batata-doce que usei era bem seca. Infelizmente não encontro com facilidade. No Ceagesp tem aparecido uma batata-doce rosada que chamam de japonesa, que é boa. Outra, de casca mais vermelha só encontrei com um pequeno produtor. Eu não colocaria farinha, diminuiria o líquido.

  7. Gilda

    Marisa, acabei de fazer os doces agora à noite e ficaram muito parecidos com os seus, embora tenha usado adoçante. O sabor ficou perfeito, um pouquinho crocante por cima e deu para comer inclusive com as cascas. Valeu!

  8. Cristina

    Marisa

    Conheci esse doce há muitos anos, no Paraná, mas não sabia como fazer. Já havia tentado alguns bolos de batata doce, que tive que jogar fora.

    Esse era a receita que eu procurava. Fiz na casca da batata doce. Você não imagina minha felicidade quando provei e confirmei que era muito parecido ao doce que eu conhecia.

  9. Marisa Ono

    Olá, Cristina. Se encontrar batatas-doces bem secas, ficam melhor. E se tiver uma boa baunilha (importada, infelizmente, porque desisti das nacionais), vai ver que maravilha que fica!

  10. Boa noite!
    Adorei a receita. Vou providenciar as batatas pra fazer este doce.
    Assim mato um pouco das saudades do Japão… Amo culinária japonesa, e gosto muito de cozinhar.
    Obrigada por dispor a receita na internet!!
    Parabéns!
    Abraços

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *