Amazake

Sabe o resíduo que sobrou do fermento de ontem, depois de coado? Pode virar uma bebida quente. É só adicionar água e açúcar, na proporção que agradar. Não deve ficar muito grossa, nem rala demais. Eu gosto de colocar um pouco de suco de gengibre ralado. Depois é só ferver, cozinhar por um ou dois minutos e beber quente. Não vai ser muito alcóolico, não.

Mas se ficou com vontade de beber amazake e não tem o fermento de koji, pode fazer comprando borra de sake, que é encontrado em mercearias orientais sob o nome de Sakeko.

 

Share This Post

12 comentários em “Amazake”

  1. Nossa, meu pai amava sakeko, principalmente no inverno. Ele dava um pouco para a gente e minha mãe ficava ralhando rsrsrs.
    Bjs

  2. Debora, a bebida se chama amazake e contem muito pouco álcool. Bem, meus pais se preocupavam menos com isso e eu também não gostava tanto de bebidas alcóolicas na infância.

  3. Marisa, por gentileza….vc teria alguma receita de tsukemono tipo kasuzuke? Eu adoro o de pepino, procurei na net, mas nao achei nada…se puder me ajudar, agradeço desde ja..
    abraço

  4. Monica, vou voltar a falar sobre fermentados daqui uns dias. Mas confesso que nunca vi kasuzuke de pepino, só de uri (um tipo de melão). O pepino fica muito mole.

  5. Nossa, que saudades de amazake. Qd morei no Japao, um dos meus professores da faculdade me levou em Ochanomizu pra tomar amazake de um lugar super tradicional, que serve a bebida fermentada em um tipo de porao desde mil oitocentos e bolinha. Delícia, delícia! No verao, com aqueles sinos de vento fazendo ting, ting. Todos os sentidos ativados na memória agora.

  6. Sinto, Francisco, não tenho ideia, não conheço Caçapava, não tenho contato com a empresa (creio que é a Tozan). Vejo nas mercearias orientais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *