Buta Shoga-yaki (Porco com Molho de Gengibre)

Pensei que já havia publicado essa receita, já que o prato é muito popular. Trata-se de fatias de porco passadas rapidamente na frigideira, envoltas em um molho à base de gengibre e servidas sobre repolho fatiado. Em uma refeição, acompanha bem arroz branco e um misoshiru.

Na verdade, é apenas uma versão. Existem muitas versões deste prato. Em alguns, acrescentam pétalas de cebola refogadas. Noutras, um pouco de alho no molho.  Neste caso, usei fatias de pernil cortadas bem fino, porque era o que tinha em casa, mas prefiro copa ou lombo, em bifes finos, com alguns milímetros de espessura.

300 gramas de porco fatiado fino (no caso, usei um fatiador de frios e cortei pernil congelado)

Um pouco de sake

Um pouco de sal

Um pouco de amido de milho

4 colheres de sopa de molho de soja (shoyu)

2 colheres de sopa de sake

2 colheres de sopa de mirin

1 colher de sopa de suco de gengibre ou à gosto

Salgue levemente as fatias de porco. Molhe a carne com uma ou duas colheres de sopa de sake e deixe marinar por uns 15 minutos. Escorra, seque com uma toalha de papel e polvilhe amido de milho. Use muito pouco. É melhor distribuir as fatias de carne em uma tábua ou bandeja e polvilhar usando uma peneira pequena.

Aqueça uma frigideira com um pouco de óleo. Passe as fatias de carne rapidamente nela, até estarem quase cozidas. Não coloque muitas de cada vez. Reserve a carne à parte.

Misture o molho de soja, o sake, o mirin e o suco de gengibre. Acrescente um pouco de água – umas 6 colheres  de sopa. Despeje esse molho na frigideira e deixe ferver.

Junte a carne, misture e deixe que o molho engrosse ligeiramente.

Sirva sobre repolho cortado bem fino.

Na falta de mirin, use um pouco de açúcar. Gosto assim mas também poderia ter feito um molho ainda mais doce.

 

 

 

 

Share This Post

2 comentários em “Buta Shoga-yaki (Porco com Molho de Gengibre)”

  1. Te amo, Marisa! Posso ir morar com vc? Assim só vou comer coisas boas todos os dias! 🙂 Obrigada pelo blog! Aprendo muitas coisas! bjooo! 🙂

  2. Silvia Akemi, não como bem todos os dias. Às vezes acontece de ficar até sem almoço, por conta do trabalho. Ou acabo apelando para o pastel com coca-cola.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *