Ban

Ontem estive na inauguração do Ban,  o mais novo restaurante da Liberdade, comandado por Massanobu Haraguchi.

No andar de cima funcionam salas no estilo oriental para grupos e uma varanda.

A cozinha, toda envidraçada, fica no fundo do salão principal.


E à frente, o aquário onde fica o chapeiro.

Vamos ao que todo mundo quer saber: o que eu comi. Berinjela frita inteira, com a casca (não, não fica gordurosa, a pele impede a absorção de óleo) cortada em bocados, servida com um molho à base de dashi e shoyu, levemente adocicada. Poderia passar a noite comendo só a berinjela fria. Kimchee (ou kimuchi, para os japoneses e nikkeys), que eu adoro. Shimeji com um tempero muito leve. Picanha na chapa com um pouquinho de alho e conhaque.

Sushis e sashimis. Confesso que sashimi não é muito a minha praia, gosto de sashimi de polvo e só.

O restaurante abrirá para almoço e jantar.

Brindamos (eu, Ivana do Doidivana e a Ione) com sake, cortesia do Adega de Sake.  Aliás, a casa lotou de fãs do Izakaya Issa (de dona Margarida, esposa do chef Haraguchi).

Lá encontrei o querido Shinya Koike, do Aizome.

O Adriano Kanashiro, que abrirá um novo restaurante na primeira quinzena de outubro. Aliás, só há muito pouco tempo soube que conhecia o pai dele em Londrina. História longa, coisas que acontecem quando a gente conhece alguém só pelo apelido…

 

Finalmente conheci o Marcelo Katsuki (aqui, comigo e com a Ione).

Reencontrei a Nath do Bistro Pregui

Adorei conhecer o Julinho do Boteco do JB. Muito gentil, carinhoso, foi um momento muito caloroso.

E o casal empreendedor, dona Margarida do Izakaya Issa e chef Haraguchi, claro. Vida longa ao Ban! Assim que puder, irei almoçar lá. Como não moro em São Paulo,  jantar é algo um pouco mais complicado.

Também conheci e fui apresentada a muitas outras pessoas, mas não caberia tudo aqui e também não tenho memória tão boa para nomes e números. Guardo bem rostos…

As últimas 6 fotos são do blog da Doidivana.  Lá ela tem uma cobertura fotográfica bem melhor, vão conferir:

http://doidivana.wordpress.com/

 

Share This Post

2 Comments

  1. Marisa Ono

    Um dia iremos, Daniel. Ando enrolada com umas burocracias por aqui, além do trabalho regular. O Ban é um restaurante que preciso ir, conhecer o almoço deles.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *