Compota de Morangos

Não é curioso como abandonamos alguns hábitos e depois voltamos à eles? Há muitos anos eu tinha o costume de manter umas caldas e compotas na geladeira, para comer com iogurte. Parei por uns tempos com o iogurte e com as compotas. Hoje senti saudade disso. Aproveitando duas caixinhas de morangos fiz esse doce com morangos inteiros.

Para fazer é bem simples, embora tome algum tempo. Para as 2 caixinhas de morangos – os muito grandes cortei ao meio, os menores mantive inteiros – limpos, usei 250 gramas de açúcar cristal. Despejei o açúcar em cima deles e deixei que o açúcar derretesse e o morango soltasse suco.  Depois é só levar ao fogo, cozinhar (tendo o cuidado de retirar a espuma que se forma na superfície, para que a calda fique com uma aparência limpa).  O ponto da calda vai variar. Eu gosto dela espessa, mas não demais, a ponto de virar geléia. Os morangos não vão despedaçar, os pedaços vão continuar aparentes e eu gosto disso na hora de comer.

E, bem, depois é só esfriar e colocar uma colherada ou duas dessa compota sobre iogurte natural. Se for em uma taça, melhor ainda. Minha mãe acabou de matar uma, o que me deixa feliz por conseguir aumentar a ingestão de cálcio dela…

Não sei quanto tempo sobrevive na geladeira, mas geralmente acaba antes de mofar.

 

 

 

 

 

 

Share This Post

3 comentários em “Compota de Morangos”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *