6 Comments

  1. Gilda

    É mesmo, Marisa. O vinagre tira cheiro de cachorro molhado tão bem, que limpo o meu regularmente, em especial em dias de chuva, com uma fralda molhada e torcida, respingada com vinagre de maçã, que é mais suave. E garanto, ele não fica com cheiro de salada.

  2. Ceiça

    Oi Marisa, eu tinha lido o Paladar que adoro e lembrei de você, será que a Marisa vai falar sobre vinagre? Mas gostei foi da dica pra tirar o cheirinho de cachorro molhado que é um horror. Aproveito pra agradecer as novas dicas para minha horta que já comecei com as jardineiras. Beijos, Ceiça.

  3. Marisa Ono

    É, Ceiça, eu sabia que iram falar sobre vinagres. Deixei então para continuar a conversa sobre vinagres noutro dia. Considero o vinagre um ingrediente injustiçado no Brasil. Ele não é só azedo, também dá sabor e ajuda até a driblar um pouco a falta de sal em muitos pratos.

    Gilda, esse cheiro é terrível, não? O mais chato é que algumas pessoas, por problemas hormonais, etc, têm esse cheiro na cabeça. Vinagre no enxague, bem diluído, dá uma amenizada no problema.

  4. Yoko

    Oi Marisa, gostei do post, aprendi a usar vinagre, não só na salada, com minha sogra. Ela usa para quase tudo. Uma dica que sempre uso, é limpar o fogão normalmente e passar um pano com vinagre e um pouco de água por último. acaba com qualquer cheiro de fritura! Para limpar o chão tb é usado vinagre, mas esse truque de vinagre no cabelo, ainda fico com o pé atrás…e se meu cabelo cair? kkkkkkkkkk. No japáo eu via as propagandas, e usavam vinagre no suco, nunca tentei por achar uma coisa de outro mundo.Agora vc diz que bebe….vou pesquisar, pq tb preciso secar a barriga. hahaha. beijos

  5. christopher

    Cheguei a conclusão que para se fazer sushimeshi, o vinagre de maça de boa qualidade(eu uso rossoni)é muito melhor do que o vinagre de arroz nacional. Fiquei impressionado de como o cheiro e sabor da mistura feita com o vinagre de maçã ficou quase idêntico a mistura feita com vinagre japonês.

  6. Marisa Ono

    É, vinagre de arroz nacional ainda deixa a desejar. Antigamente usava-se por aqui o ácido acético, que só tem cheiro de ácido e é totalmente incolor. Era melhor que usar o vinagre de vinho branco, por exemplo. Mas hoje em dia, até mesmo no Japão, estou começando a usar (em alguns casos) vinagres aromatizados com yuzu ou limão siciliano, por exemplo. Cozinha contemporânea…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *