Ají de Gallina (Frango Cremoso Peruano)

O meu primeiro contato com a cozinha peruana foi há muitos anos e não foi no Peru. Foi no Japão. Em Hamamatsu (Shizuoka) haviam muitos brasileiros e peruanos. Não demorou para que surgissem lojas vendendo produtos dos dois países e restaurantes. Fui levada a um restaurante – hoje não saberia dizer em que bairro ficava – que funcionava precariamente (ou melhor, desconfio que era clandestino) em um apartamento. Uma coisa que lembrei outro dia é que constava um tipo de arroz frito (yakimeshi) e macarrão frito (yakisoba). Tenho a impressão que os peruanos são mais bem-resolvidos que nós no que se refere à comida dos imigrantes. Por aqui, apesar de serem populares, esses pratos ainda são chamados de comida “japonesa” ou “chinesa”, em vez de serem oferecidos como comida adaptada, nikkei.

Hoje fiquei com vontade de comer esse frango com molho cremoso. Dá um pouco de trabalho, mas não é difícil. O ají amarillo é uma pimenta amarela, só encontrei dela em pó, na Bombay. Se não encontrar, substitua por um pouco de cúrcuma (açafrão-da-terra) e pimenta vermelha. Não fica a mesma coisa mas também não fica ruim.

2 coxas e sobre-coxas de frango, sem pele (cerca de 600 gramas) ou  500 gramas de peito de frango

1 cebola média picada

1 dente de alho moído

Sal e pimenta-do-reino moído

1 e 1/2 pão francês amanhecido, sem casca

Ají Amarillo (pimenta amarela peruana), noz-moscada em pó

3 colheres de sopa de leite em pó

Um pouco de leite

50 gramas de queijo parmesão ralado

1/3 xícara de pecans picadas

Azeite

Batatas cozidas, cortadas em rocelas

Ovos cozidos, cortados em quartos

Azeitonas

Refogue o alho em um pouco de óleo. Adicione a cebola, deixe murchar um pouco, adicione o frango cortado pelas juntas. Refogue, tempere com sal e pimenta e depois cubra com água. Cozinhe até ficar macio. Deixe esfriar dentro do caldo. Desfie. Eu prefiro não desfiar muito fino. Reserve o caldo.

Meça o caldo. Se necessário, complete com água até obter 2 xícaras. Hidrate o pão nesse caldo. Passe pelo liquidificador. Leve ao fogo, mexendo sempre, até engrossar. Adicione a pimenta (ou, caso não encontre, 1 colher de chá bem cheia de cúrcuma em pó e pimenta vermelha à gosto) e a noz-moscada.

Sempre mexendo para não pegar no fundo, adicione o leite em pó diluído em um pouco de leite frio. Confira o sal. Adicione o frango desfiado, cozinhe em fogo brando mexendo de vez em quando até que o frango esteja bem aquecido. Se ficar espesso demais, adicione um pouco mais de leite. Junte o queijo e as pecans, misture, regue com um fio de azeite e desligue o fogo.

Sirva com batatas cozidas, ovos cozidos e algumas azeitonas.  Acompanha arroz.

PS: Esta é a versão que provei. Certamente existem versões, lembro de terem dito que não se usava leite evaporado, nem creme, só leite. O leite em pó entra para substituir o leite evaporado, que não encontro por aqui. Já vi versões com creme de leite. Outros dizem que não vai pecans nem nozes. A receita alimenta 4 pessoas. A cor está estranha, sim, na verdade é um amarelo mais vivo. Mas fotos tiradas com luz artificial geralmente não ficam tão boas e ainda parece que não consegui configurar minha câmera direito.

Outro prato com ají amarillo que fiz foi a Causa Relleña:

http://marisaono.com/delicia/?p=3315

Share This Post

Um comentário em “Ají de Gallina (Frango Cremoso Peruano)”

  1. Ma jä ri muito a foto tá verde.., tanto que antes de ler a receita pensei que era abacate aqui temos problemas com o leite evaporado e outros leites nunca encontro tb.bjs.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *