Mostarda Caseira e Pão de Inhame

Nunca fiz mostarda, sempre comprei pronta. No entanto, por curiosidade, minha mãe plantou um punhado de mostarda amarela e colhemos as sementes. Para aproveitar a safra, acabei fazendo uma conserva. O sabor não é tão picante quanto eu esperava, mas o aroma! Ficou ótimo em um peito de frango em tirinhas, refogado. No final, um pouco de mostarda e creme de leite. Para fazê-lo, basta hidratar as sementes -elas incham consideravelmente – e triturar um pouco no processador de alimentos. Não precisa transformar em pasta, é só para quebrar um pouco e liberar mais aroma e sabor. Sal e vinagre, nada mais. Prove, não deve ficar muito salgado mas também não deixe de usar sal, ajuda na conservação. Um pouco de acidez também contribui com o sabor e na conservação. Deixei uns dias na geladeira, tornou-se uma mistura um pouco viscosa. Também fica bom no sanduíche, os grãos de mostarda ficam macios e dão uma textura diferente.

A outra coisa que fiz nos últimos dias foi pão de inhame. Estamos na safra. Coloquei uns pedacinhos de bacon na massa esticada, enrolei. Ficou bom também sem nada. Usei a mesma receita do pão de mandioca, substituindo pela mesma quantidade de mandioca por inhame cozido:

http://marisaono.com/delicia/?p=174

A mesma receita fica bom substituindo a mandioca por kabocha:

http://marisaono.com/delicia/?p=3822

E fica também bom com batata ou cará, sempre na mesma proporção de mandioca cozida. Ou seja, se não tiver mandioca, substitua por outro tubérculo.

 

Share This Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *