Suntory do Brasil

Estive evento da Suntory do Brasil. Para o lançamento oficial da marca, vieram o presidente da Suntory Liquors Yasunori Aiba e o presidente da Suntory México Fumio Sakurai, além do presidente da Suntory Brasil, Tatsushi Yoshida.

Há anos os whiskies da Suntory vêm acumulando prêmios internacionais. O presidente explicou que, apesar do método ser igual em tantas destilarias, detalhes da produção, como a água utilizada, local, tempo de envelhecimento e a seleção para os blends resultam em produtos diversos. E lembrou que, apesar de ter sido originalmente feito para atender ao gosto japonês, não significa que não possa agradar o resto do mundo, muito pelo contrário.

Durante a entrevista, o presidente da Suntory explicou que, no Japão, o whisky tem conquistado o público feminino. Começou com o uso dele em drinques, mas hoje existem mulheres que preferem bebe-lo com água ou gelo.

Algumas dessas bebidas já são encontradas em bares e restaurantes de São Paulo, mas a intenção é que cheguem também a lojas, para que o consumidor possa desfruta-lo em casa.

Quando se fala em bebidas no Japão, pensa-se quase que imediatamente em sake. Não é o que acontece na realidade. Embora seja uma bebida tradicional, a cerveja é muito mais popular. O whisky está presente nos bares e confraternizações.

Já o shochu vem gozando de uma crescente popularidade nos últimos dez anos, mais ou menos, inclusive entre o público jovem. Durante o período da “Bolha” houve uma certo desinteresse por ele. O fato é que foram re-descobrindo pequenas destilarias, peculiaridades regionais e a produção melhorou e modernizou-se, gerando shochus com aroma melhor, características marcantes. No Brasil é bem provável que torne-se popular o uso dele em drinques, já que é uma bebida forte.

O licor de umê já se encontra em algumas mercearias e lojas de bebidas. É muito aromático e com a acidez característica da fruta. Muito bom puro, embora seja comum bebê-lo misturado com club soda.

Já o Midori, à base de melão, é muito doce. Conhecido no Brasil há algum tempo, também serve para o preparo de sobremesas. E existem cerca de 200 drinques feitos com ele.

Eu provei o inusitado shot de licor Midori, café espresso e creme. Como as camadas não se misturam, senti o creme, o café e no final o licor. Achei bem interessante, quem sabe não penso numa sobremesa com essa combinação?

No entanto, acho que o Midori Lime Lemon Soda cairia melhor no clima e paladar brasileiros. Refrescante, levemente ácido, cor bonita.

E para quem quiser conferir os prêmios recebidos pelos whiskies da Suntory, o link é este:

http://www.suntory.com/factory/whisky/prize/index.html

 

Share This Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *