Curso de Embutidos no Friccó

Ganhei de presente uma aula no Friccó (Rua Cubatão 837, Vila Mariana) sobre embutidos. Foi ontem (dia 26). Embora eu faça linguiças em casa com certa frequência, foi bom poder tirar dúvidas e ter contato com outros tipos de embutidos. Na aula, Saulo Scarabotta e Marcio Kimura explicaram tanto os cuidados com a escolha da carne, manuseio, a função dos aditivos (tanto na indústria como em uma produção artesanal) e conservação.

No caso da linguiça, foram apresentadas opções de especiarias que poderiam ser utilizadas, para personalizar uma receita básica.

Cada um fez sua mistura, encheu as tripas e amarrou. E voltou para casa com meio quilo de linguiça fresca de porco.

Também foi explicado como fazer salsichas e cotechino (que eu nunca havia provado).

Em seguida podemos provar uma coppa de testa

Uma saborosa caponata

As salsichas, que foram servidas com um molho de mostarda que exigiu muito pão para limpar o prato, de tão bom.

A linguiça, feita com e sem conservantes. Sem conservantes ela fica com um tom cinzento.

O cotechino, cozido, me fez lembrar de algo que comi (ou acho que comi) na casa de minha madrinha. Talvez fosse o molho com louro, talvez fosse a consistência.

As linguiças que trouxe da aula fritei para minha mãe provar. E ela aprovou. Eu optei por usar apenas pimenta-do-reino, pimenta calabresa e alho.

Eles também oferecem cursos de pães, massas, etc. O calendário para os próximos cursos está aqui:

http://www.fricco.com.br/campanhas/2013/aulas_calendario_2sem.html

Lá, além de ser um restaurante, tem também uma loja onde vendem pães, embutidos, carnes curadas e alguns ingredientes.

 

 

Share This Post

4 comentários em “Curso de Embutidos no Friccó”

  1. bom dia caros sr. o meu nome é francisco e gostaria de saber se os sr. teen livros de fadicacao de embutidos com a preparaçao,utilisaçao de aditivos e as fichas tecnicas para o utilisar com as qwuantidades por Kg

    obrigada cumprimentos

    Francicsco

  2. Francisco, para ter receitas com ficha técnica, é melhor pagar a consultoria de um profissional ou entrar em contato com fabricantes de aditivos para embutidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *