Shinnenkai no Aizomê

Vocês acompanham o blog do Marcelo Katsuki? Pois então, semana passada ele escreveu sobre o shinnenkai que fomos no Aizomê. Foi um encontro para comemorar o início do ano. Por conta da agenda de todo mundo, foi adiado para este mês.

Eu não tirei fotos, ou tirei poucas. As dele estão bem melhores. Passei uma parte do tempo na cozinha, fritando donuts. Teve comida boa, companhia boa e papo bom. Confiram o texto e fotos dele. Só não me acho parte da nata da comunidade nipo-gastronômica e os donuts são bons, mas não sei se são os melhores do mundo. Mas não vou negar que fiquei feliz que todos tenham gostado das rosquinhas e das palavras doces do Katsuki. Ironicamente, eu mesma não comi nenhum. Sabe aquela estória de que cozinheiro fica enjoado com a própria comida? Pois então.

http://marcelokatsuki.blogfolha.uol.com.br/2014/03/14/prepare-os-melhores-donuts-do-mundo/

E voltei para casa com muitos mimos.

Da Telma ganhei sementes de plantas exóticas.

Da Akemi Matsuda (viram ela no Fantástico no domingo passado? Ela é a embaixadora Kawaii), minha mãe ganhou um presente bem fofo. Parece uma barra de chocolate.

Mas é um espelho. Aliás, é moda no Japão, chamam de sweet accessories. Podem ser espelhos, chaveiros, são diversos itens que parecem com chocolate, biscoito e outros doces. Muitos são bem realistas, dá vontade de morder.

E eu falei em morder doce? Ah, ganhei doces de verdade também. Biscoitos, bala de matcha com leite, chocolate recheado com caramelo. Comi tudo, que vergonha. Mas estavam tão bons!

 

Share This Post

2 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *