Pão Sem Sovar E Sem Panela Especial

Já falei sobre o pão sem sovar, muita gente, aliás, já escreveu sobre essa técnica de fazer um pão sem usar uma batedeira, máquina de pão ou muque. Volto a escrever sobre ele por causa da Vanêssa, que queria fazer o pão mas se deu conta que não tem uma panela de ferro ou barro com tampa. Resolvi o problema com um refratário. Aquele mesmo, que quase todo mundo tem no armário, geralmente usado para fazer aquela lazanha ou pavê. Quanto mais altas as paredes, melhor. As dicas vão aqui abaixo. Só digo que o pão ficou bom e, para minha alegria, enquanto esfriava sobre uma grade, o pão começou a estalar, um som bem animador da côdea trincando.

4 xícaras de farinha de trigo

2 colheres de chá de sal

1/2 colher de chá de fermento biológico seco (sim, é só isso mesmo).

Cerca de 2 xícaras de água ou mais

Misture a farinha com o sal e o fermento. Vá adicionando água, até formar uma massa pegajosa. Não é preciso sovar, só tenha certeza que a massa está bem misturada e que não há porções de farinha seca. Junte toda a massa no centro da tigela, tentando formar uma bola e cubra com filme plástico. Deixe descansando por 8 horas ou mais. Eu fiz à noite e modelei o pão pela manhã. No dia seguinte vire a massa sobre uma tábua enfarinhada. Achate e dobre em três. Faça isso umas 3  ou 4 vezes. A massa, a princípio muito mole, vai ganhar um pouco mais de consistência. Modele o pão e coloque em um refratário untado e enfarinhado. Como o meu refratário era oval, fiz um pão oval. Deixe crescer bem. Eu sou um pouco impaciente, não é raro eu errar por não deixar o pão fermentar o suficiente. Hoje segurei a vontade de colocar o pão no forno antes do tempo e aguentei firme mais meia hora. O pão parecia que ia explodir de tão fermentado. Fiz cortes. Cobri com 2 folhas de papel alumínio e fechei bem as bordas para que escapasse pouco vapor. Levei ao forno pré-aquecido, temperatura quente mas não no máximo. Não sei a temperatura exata porque meu termômetro quebrou. Coloquei o refratário sobre uma assadeira de alumínio, não o coloquei diretamente sobre a grade. Deixei o papel alumínio sobre o pão por cerca de 20 minutos ou até o pão crescer bem e a parte externa estar meio cozida, um pouco pegajosa. Retirei o papel alumínio e deixei dourar. Retire do refratário e deixe esfriar sobre uma grade (para evitar que forme umidade na parte de baixo do pão e deixa-lo molenga). E com um pouco de sorte, é possível que possa ouvir a crosta dourada estalar e trincar. Últimos detalhes: Deixei o pão fermentando toda a noite, fora da geladeira. Pode ser que o pão fique com um sabor um pouco ácido se fermentar por mais tempo. Isso não significa que a massa está estragada. Se preferir, pode fermentar o pão por 2 horas e guardar na geladeira em um pote bem fechado por um dia ou dois. Retire da geladeira, deixe chegar à temperatura ambiente e modele. O pão fica com uma crosta bem crocante nas primeiras horas. O miolo é mais firme que o do pãozinho comum mas é elástico, por isso é importante que a massa esteja pegajosa no início da fermentação. Quanto menos hidratada, mais duro será o pão.

Share This Post

9 comentários em “Pão Sem Sovar E Sem Panela Especial”

  1. Olá Marisa. Gente, eu faço pão em casa (no muque mesmo) mas, nenhum pão que fiz ficou tão bonito e crocante quanto esse ai. E uma mixaria de fermento…como é que pode? Ah! outra coisa, nunca coloquei papel aluminio fechando a forma e deixando no forno por 20 minutos. Será que é isso?? Nossa, parabéns mas, não vou mentir: fiquei com uma invejinha! A gente descobre que não sabe nada né menina? Aprender é muito maravilhoso! Eu vou fazer esse pão. Agora virou desafio. kkkk Beijão.

  2. Marcia, eu nunca fiz. Se fizesse, não usaria só farinha integral. Acho que iria ficar muito pesado e duro. E massas com farinha integral precisam ser mais hidratadas, a farinha integral absorve mais água.

  3. Marisa;
    Sensacional ! Ficou maravilhoso, crocante, estalando… Fiz na panela de pedra e destampei para pegar uma cor depois de 40 minutos.
    Como sempre, mais uma receita que funciona que aprendo no seu blog.
    Muitíssimo obrigada por mais esta.
    Maria Helena

  4. Eu fiz o pão e ficou simplesmente maravilhoso, a textura o sabor e a casca crocante. Nunca fiquei tão orgulhosa de um pão. Eu fiz na wok com tampa, eu só tirei o pegador da tampa , que é de plástico, para não derreter. è uma pena que não dê para postar fotos aqui.Obrigada querida.

  5. Olá, acabei de fazer a massa, amanhã vou assá-lo a ver se deu certo, obrigada pela receita, e pelas dicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *