Confeitaria Francesa em Sorocaba – Fabio Yamada

IMG_5080

Muita gente me pergunta onde encontrar doces franceses com um “sotaque” japonês: menos doce, leves, feitos com bons ingredientes, feitos para um paladar adulto. E eu procurei. Não encontrei nada que pudesse dizer que era perfeito, alguns são bem bons, mas não excepcionais. E quando me perguntam sobre quem poderia dar aulas, ensinar a fazer um shortcake de morango, então!

IMG_5078

Mas finalmente encontrei alguém que faz isso. É em Sorocaba, interior de São Paulo, a umas 2:30 horas de distância da capital. É o Fabio Yamada. Ele estudou no Cordon Bleu em Tokyoe trabalhou na boutique da escola de boutique da escola. Quando cheguei no studio dele, a primeira coisa que senti foi o aroma delicioso de manteiga, que me remeteu às confeitarias japonesas. Ele havia acabado de tirar umas quiches do forno.

IMG_5079

 

Também havia feito chiffon cake e weekends (um tipo de pound cake com limão e glacê, ótimo para acompanhar um chá). Trouxe para casa um, que estava macio, levemente ácido, perfumado, fresco.

IMG_5082

Lá também provei o savarin, molhado mas não excessivamente doce. Foi um dos melhores que já provei, assim como o bombom de laranja com chocolate amargo.

Conversando com ele, soube que faz questão de usar bons ingredientes: manteiga, creme de leite fresco, ovos frescos. Leite condensado não entra lá, assim como margarina.

Ele está fazendo sobremesas de um restaurante em Sorocaba assim como de um café. Também aceita encomendas e dá aulas – o lugar tem espaço para até 12 alunos.

Eu sei, Sorocaba é longe de São Paulo. Mas aonde encontrar alguém que trabalhou na Boutique Café do Cordon Bleu de Tokyo disposto a ensinar o que sabe?

Ele está no Facebook e o e-mail dele é:

f_yamada@outlook.com

O endereço do Atelier Gourmet é:

Rua Barão de Cotegipe 301/sobreloja

Bairro Cerrado, em Sorocaba. Fica em cima de uma sorveteria.

E como soube dele? Através da Lucia Kayama, que aliás até me levou lá, porque não conheço Sorocaba. Ela também dá aulas de gastronomia em Campinas.

 

 

Share This Post

4 Comments

  1. Diulza Angelica dos Santos

    estou babando que delicia,da gosto de ver pois confeitaria boa é muito difícil de achar,quando nos enche os olhos não tem gosto de nada.

  2. Elieser Costa

    Meus parabéns ao Fábio Yamada.
    Trabalhei junto dele na mesma fábrica no Japão e ele com muito esforço entrou na fomosa escola Cordon em Tokyo. As vezes trabalhava a noite toda e saia direto para as aulas sem sem dormir. Enquanto alunos endinheirados chegavan de avião e trem bala ele vinha de uma noite de trabalho de 12 horas.
    Espero esperimentar seus doces ao retornar ao Brasil que ainda quando estudava tive oportunidade de experimentar suas receitas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *