Siri Mole Frito

IMG_5122

A primeira vez que provei siri mole foi no Japão. Mas não era um produto japonês. Era um petisco chinês, comprado em uma loja de produtos “étnicos” (ou seja, qualquer coisa exótica que ainda não havia atingido o status de gourmet). Era siris bem pequenos, fritos até ficarem completamente secos. Pareciam biscoitos. Só não gostei muito porque eram doces. Sim, não era um petisco salgado.

IMG_5120

Mas o que é siri mole, afinal? É um siri que acabou de trocar a casca. Eles crescem e, ao longo do tempo, precisam se livrar da carapaça externa para poder continuar crescendo. É como se a roupa ficasse pequena demais. Ou a gente emagrece ou precisa arrumar outra. No caso do siri, ele sai de dentro da carapaça e desenvolve outra. Só que essa nova carapaça leva algum tempo para endurecer. Nas primeiras horas depois da troca, é apenas uma membrana elástica. Ou seja, o siri mole é resultado de um trabalho que envolve observação e coleta no momento certo. Pelo que entendi, eles são recolhidos e mantidos em tanques, para limpar o trato digestivo e também para poder serem abatidos no momento certo. Sim, eles são consumidos inteiros, com as vísceras. Isso pode ser chocante para alguns. Para muitos povos, inclusive os japoneses, as vísceras são consideradas iguarias.

IMG_5121

Apesar de não ter tido uma experiência muito feliz na primeira vez que provei siri mole, resolvi frita-los porque ficam crocantes. No processo de troca de carapaça e depuração, a carne do siri fica mais tenra e delicada, não tem o sabor tão marinho. Posso estar errada mas acho que se fosse cozida, iria ficar muito aguada.

Para fazer é bem simples. Cortei os siris ao meio para que entrasse um pouco de tempero dentro. Temperei com sal, suco de gengibre (rale o gengibre e esprema entre os dedos) e um pouco de shoyu. Deixe pegar gosto por uns 10 minutos. Enquanto isso, coloque 2 porções de amido de milho para 3 de fécula de batata em um saco plástico. Escorra os siris e coloque no saco com os amidos. Sacuda para que fiquem bem cobertos e frite em óleo quente, poucos de cada vez, até que fiquem bem dourados. As patinhas irão ficar bem crocantes, como biscoitos. Já o corpo, com a carne, fica mais macio. Pode ser comido como petisco ou parte de uma refeição.

Esses siris moles eu peguei no Shopping da Roça, uma loja em Cotia, na Estrada Fernando Nobre 810, do lado da padaria, a caminho do templo Zu lai. Além do siri mole, eles também têm carnes nobres, bebidas e muitas dicas para preparar comida na churrasqueira.

 

Share This Post

Um comentário em “Siri Mole Frito”

  1. Deve ficar uma delícia. Comi uma vez na Bahia, moqueca de siri mole e achei sensacional. Veio à moda baiana, com leite de coco, dendê e pimenta, como a receita da Flor em Dona Flor e Seus Dois Maridos. É difícil encontrar fora das localidades onde não existe o hábito de comer, já procurei bastante, mas já que você achou, deve estar na época. Talvez eu encontre por encomenda com os pescadores. Quero muito experimentar do seu jeito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *