Tamago Dofu

IMG_5512

Errei no tempo de cozimento, o tamago dofu ficou com bolhas mas fica a foto. Serve de registro de como não deveria ficar.

Tamago dofu, ao pé da letra, seria “queijo de soja de ovo”. Não vai soja, não é queijo mas vai ovo. É um flan salgado, parente do tchawan-mushi, mas sem coisinhas dentro. Costuma ser feito em uma forma retangular, com divisórias, para render porções quadradas. Mas como quase ninguém tem isso em casa, pode ser feito em potinhos ou formas pequenas.

É muito simples de ser feito:

IMG_5508

1 xícara de dashi (caldo feito à base de bonito seco e algas; pode ser também feito com água fervente e o dashi industrializado, seco) frio

2 ovos (se forem caipiras, a cor será mais bonita)

1 colher (de chá) de mirim (bebida licorosa à base de arroz ou, na falta, um pouco de açúcar); além da doçura, o mirim proporciona um aroma melhor e cor mais viva

1 1/2 colher (de chá) de shoyu

Sal à gosto

Quebre os ovos dentro do caldo frio. É importante que o caldo tenha sido fervido para eliminar o oxigênio livre; caso contrário o tamago dofu formará muitas bolhas. Misture bem para dissolver os ovos. É melhor bater os ovos dentro do caldo, eles irão misturar melhor. Se bater os ovos antes de adicionar o caldo eles também formarão bolhas. A intenção é ter um creme liso.

Tempere com o mirim, o shoyu e sal. Não exagere no sal, há quem prefira adicionar umas gotas de shoyu na hora de comer, lembre-se disso.

IMG_5510

Divida em 2 porções e cozinhe no vapor. Mas tome cuidado: assim que a água levantar fervura, abaixe, deixe por uns 2 minutos e desligue o fogo. Vapor quente demais e por muito tempo irá também… formar bolhas. Deixe por uns 4 minutos a mais e não tire a tampa de imediato.Apenas deixe uma pequena fresta para escapar o ar quente aos poucos.

Há quem goste dele até gelado. Eu prefiro morno para quente. Um pouco de sansho em pó por cima ou cebolinha picada ou gengibre irá deixar com um aroma bom.

 

 

 

Share This Post
Esta entrada foi publicada em Culinária japonesa, Entrada, receita com as tags . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *