Omelete Doce ou Panqueca de Pão-de-ló

CIMG0219

Há trinta e tantos anos eu era a primeira a acordar em casa. Fazia o café, tomava uma xícara, comia algo e ia para a escola. Normalmente entrava às 7:30 da manhã, o ônibus demorava 40 minutos para fazer o percurso. Duas vezes por semana eu precisava acordar mais cedo, a aula de educação física era às 6:45.

De vez em quando queria comer algo diferente. Batia uma clara em neve com uma colher de açúcar até formar um merengue meio molengo (batia com um garfo, naquela época não existia batedeiras portáteis), juntava a gema, uma batida leve, uma colher cheia de farinha de trigo peneirada e uma pitada de fermento em pó. Levava ao fogo em uma frigideira untada de leve, fogo sempre baixo, até dourar de um lado. Virava, dourava de outro e comia com manteiga ou sem nada.

Desta vez ganhou umas fatias de morango, um pouco de creme de leite batido e um açúcar de confeiteiro por cima para enfeitar. Virou sobremesa.

A receita tem 35 anos. Na época achei que tinha inventado algo novo, pão-de-ló de frigideira. Não, tenho dois livros com receitas parecidas. Mas me dêem um desconto, aos 15 anos eu pouco sabia sobre cozinha e não havia internet.

 

Share This Post

Um comentário em “Omelete Doce ou Panqueca de Pão-de-ló”

  1. olá, marisa
    todo o desconto do mundo, acredito que você nasceu com o faro culinario e aprimorou com o tempo, mas nao tenho duvidas q você deve ter inventado muitas outras coisas também, mesmo sendo quase criança, e que talvez nao se lembre porque não os repetiu…rsrsrsrsr
    não tem uma vez que eu entre no seu blog e saia sem ter aprendido muito.
    obrigada!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *