Sorvete, Wasabi e Polenta

,

Muitos me perguntam sobre o wasabi e não são poucos que fazem confusão. A grande maioria só conhece o wasabi em pó ou em pasta. Só que aquilo raramente tem wasabi na composição. A maioria é feita com raiz forte (Armoracia rusticana). É uma planta que cresce na terra, desenvolve muitas raízes roliças e tem o aroma bem pungente.

IMG_0175-002

Já o wasabi (Wasabi japonica) é uma planta que precisa de água limpa e fria, não tolera calor e demora mais de 1 ano para ser colhida. Dela come-se quase tudo, desde folhas, talos, flores e o rizoma. O que está aí na foto é o valorizado rizoma. Não são muitos os lugares do mundo onde é possível o plantio dele. Este veio do Japão, fresco (já ganhei a pasta congelada) e é outra experiência.

Recomenda-se rala-lo em um ralador especial, feito com couro de tubarão, porque com ele obtém-se uma pasta bem fina, o que permite a liberação dos aromas. Sim, eu tenho um, bem pequeno, comprado há muitos anos.

Quanto ao sabor, é bem mais complexo. No primeiro instante, senti uma certa doçura, depois o ardor e a pungência, muito intensos mas que desaparecem em segundos, deixando o paladar refrescado. Por ter o aroma tão volátil, ele deve ser consumido pouco depois de ralado.

E ele não é gostoso apenas junto com o sashimi e sushi. Gosto dele com sobá (macarrão de trigo sarraceno) gelado e com carnes grelhadas.

Também me perguntaram se é raro, mesmo no Japão. Depende. Eu morei em uma província produtora e podia comprar wasabi em supermercados. Mas em alguns lugares, é preciso ir em lojas especializadas ou encomendar.

Quem quiser provar, terá que correr. Tem no restaurante Aizomê (alameda Fernão Cardim 39 – (11) 3251-5157) mas por pouco tempo.

 IMG_0177-002

Não pude ir à Loja do Chá (Shopping Iguatemi 11 3816-5359) mas ela veio até mim pelas mãos da Sonia Yuki Yamane da Haru Consultoria. São sorvetes feitos pela Gelato Boutique (Rua Pamplona 1023) com infusões da Loja do Chá. O de chocolate belga tem sabor de pão de mel (com especiarias como cravo e noz-moscada) e é bem rico. Já o de iogurte com infusão de frutas é leve, com uma acidez refrescante. Quem quiser provar, vai ter que ir na Loja do Chá, tem um carrinho de sorvete muito charmoso lá por mais uns dias.

IMG_0104

E pelas mãos do Sauro Scarabotta do Friccó (Rua Cubatão 831 – 11 5084-0480) provei a polenta italiana.

IMG_0105

Pois é, até agora eu só comi angu ou quirera. A polenta é moída num ponto intermediário.

IMG_0109

Ou seja, polenta tem textura, não tem “cheiro de tulha” (expressão doméstica; dizemos isso quando o fubá vem com cheiro de coisa velha), é diferente.

Quem quiser comprar pode ir lá no Friccó, tem uma mercearia lá dentro mas acho melhor primeiro comer uma porção de carnes curadas e embutidos artesanais (maravilhosos) com os ótimos pães da casa.

Share This Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *