Panc na City

CIMG0336

Segunda-feira foi dia de Panc na City com a Neide Rigo. Passeamos por calçadas, parque, praça. Ouvimos, vimos, cheiramos, provamos frutas, folhas, sementes. Confesso que não anotei, tirei poucas fotos. Eu estava mais interessada na experiência. E tenho dificuldade em fazer tantas coisas ao mesmo tempo.

CIMG0326

Temos uma terra abençoada, onde comida literalmente brota da calçada.

CIMG0327

A horta comunitária na Lapa foi uma maneira de limpar um terreno, evitar o descarte irregular de lixo e dar um fim mais nobre ao pedaço de terra. Eu havia ido lá há um bom tempo, ainda havia entulho para ser retirado na calçada, naquela época. Foi um trabalho grande.

CIMG0331

Mas o Panc na City não se restringe apenas à procurar plantas alimentícias não convencionais. No meio do caminho, pode ter uma cerejeira florida.

CIMG0334

Ou azaléias e um pé de umê todo florido. Não há uma meta exata, tudo que estive no meio do caminho faz parte da experiência em observar a natureza dentro da cidade.

CIMG0337

O almoço tinha pão de fermentação natural, salada de mamão verde, feijão andu, banana verde, flores e folhas com xarope do fruto de sabugueiro, kombu chá, umbu.

Mesmo para mim, que tenho uma horta, que conheço muitos “matos”, que costumo comer plantas não convencionais (a convenção, aliás, é totalmente relativa; é convencional aqui e agora, muitas plantas já foram consumidas em outras épocas ou em outros lugares), foi um aprendizado. Não conhecia muitas delas ou seu uso.

Porquê vale a pena? Além de ampliar o seu conceito de “comestível”, há a experiência de cheirar, ver. Desacelerar. Observar. Trocar impressões. E conhecer pessoas também faz parte.

E a cada estação, o passeio trará coisas diferentes. Agora estamos no inverno. Na primavera serão outras plantas, outra paisagem, outro clima.

Para mais fotos e detalhes do passeio, visitem o blog da Neide Rigo:

http://come-se.blogspot.com.br/2016/07/pancnacity-de-04-de-julho-de-2014.html

E para saber quando será o próximo Panc na City, acho melhor entrar em contato com a própria Neide:

neide.rigo@gmail.com

 

 

Share This Post

One Comment

  1. Deve ter sido um dia muito aproveitado.
    Se as pessoas parar para observar mais a vida, passa a ter outro sentido, descobertas incríveis aprendizados importantes
    Já vi no come-se ontem mesmo..
    Parabéns para quem participou
    Abraços Marisa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *