“Terra Cake”

Terra Cake 1

Fiz uma brincadeira em cima do Jaffa Cake. Aliás, nunca comi, só ouvi falar. Agradeceria muito se ganhasse um pacote… Mas, voltando ao Jaffa Cake, dizem que se trata de uma massinha de esponjosa, coberta com gelatina de laranja (laranja Jaffa, daí o nome) e chocolate. Fiz minha versão, com uma massa parecida com a dos bem-casados, coberto com gelatina e geléia de laranja-da-terra e chocolate. Amanhã vou saber se LP aprova ou não a adaptação.

Massa:

3 claras

60 gramas de açúcar

3 gemas

30 gramas de açúcar

20 gramas de amido de milho

80 gramas de farinha de trigo

1 grama de fermento em pó (cerca de 1/3 de colher de chá)

Recheio:

100 ml de água

3 gramas de kanten (agar, gelatina de alga) em pó

300 a 400 gramas de geléia de laranja (vai depender um pouco da textura dela; algumas geléias são bem firmes, outras mais fluidas e também de seu gosto pessoal)

Chocolate para cobertura

Massa:

Bata as claras em neve. Adicione o açúcar aos poucos e continue batendo, até obter um merengue. O açúcar deverá se dissolver todo.

Bata as gemas com o açúcar até ficar claro. Adicione o amido de milho e bata mais um pouco.

Adicione o merengue à mistura de ovos em 3 vezes, misturando delicadamente em cada adição. Junte a farinha e o fermento peneirados. Misture até obter uma massa uniforme.

Modele os bolinhos usando um saco de confeitar com um bico redondo, grande, liso. Faça porções sobre a assadeira forrada com papel manteiga ou untada com manteiga e polvilhada com farinha de trigo.

Leve para assar em forno pré-aquecido, quente, até que fique ligeiramente dourado. Retire do forno e deixe esfriar.

Recheio:

Dissolva o kanten sobre a água fria. Misture e leve ao fogo, mexendo, até ferver. Conte 3 minutos, em fogo baixo. Adicione a geléia, misture e deixe que ferva novamente.

Esfrie geléia: Coloque a panela dentro de uma tigela com água fria e misture, até que ganhe uma consistência mais firme.

Terra Cake

Pingue porções de gelatina sobre os bolinhos. Como a gelatina de algas endurece à temperatura ambiente, é melhor ser rápido. Mas caso a mistura de geléia endureça, leve ao fogo rapidamente, misturando sempre, até atingir a textura de espalhar. A gelatina logo endurecerá sobre os bolinhos.

Derreta o chocolate conforme as instruções do fabricante. Passe a parte superior nele e acomode sobre uma assadeira, para que endureçam.

Share This Post

Bolo de Chocolate “Sintético”

bolo-de-chocolate-sintetico

Fiquei com vontade de comer bolo de chocolate. No entanto, a manteiga estava no congelador, meu microondas está quebrado e não tenho chocolate em barra em casa. Ótimo, vamos improvisar. Descartei a receita de bolo Nega Maluca, que por um motivo obscuro, detesto. Resolvi partir de ingredientes considerados “trash” – achocolatado extra-doce e óleo vegetal – para fazer algo que adoçasse minha boca. Para melhorar um pouco a textura, adicionei liga neutra (é, aquela que se usa para fazer sorvete; contém goma guar ou xantana). O resultado? Para minha surpresa, ficou bom (não ficou ótimo, excepcional, maravilhoso, só bom). Classifiquei como “Cozinha do Desespero” porque, de fato, foi um ato desesperado.

4 ovos

150 ml de óleo vegetal

100 gramas de açúcar

100 gramas de achocolatado

10 gramas de liga neutra (lembrando que a marca que usei recomenda 20 gramas para cada litro de sorvete)

50 ml de água

60 gramas de farinha de trigo

10 gramas de amido de milho

2 gramas de fermento em pó químico

Castanhas-do-Pará picadas (opcional)

Bata os ovos com o açúcar até espumarem. Vá adicionando o óleo aos poucos. Junte a liga neutra, a água e o achocolatado e bata mais um pouco. Adicione a farinha, o amido e o fermento e bata para mais um pouco, para misturar. Misture as castanhas picadas, se fo usar.

Despeje em uma assadeira pequena, retangular, forrada com pappel manteiga ou untada.

Forno pré-aquecido, temperatura moderada, até assar

Share This Post

(Quase) Macarons de Matcha

quase-macarons-de-matcha1

É a minha terceira tentativa de fazer macarons. Digo “quase” porque o “pé” não ficou bem formado e a textura acabou sendo um pouco pegajosa. Mas acho que da próxima vez eu acerto! Usei como recheio um ganache de chocolate meio-amargo. A combinação é ótima, o matcha confere um aroma único e, ao contrário do que se pensa, não é amargo.

100 gramas de claras

100 gramas de açúcar

100 gramas de açúcar de confeiteiro

97 gramas de farinha de amêndoas

3 gramas de matcha (chá verde em pó)

Gotas de corante alimentício verde

Recheio:

100 gramas de creme de leite fresco

200 gramas de chocolate meio-amargo

Bata as claras em neve. Adicione o açúcar aos poucos, batendo sempre. Bata até formar um merengue. Pegue um pouco da mistura entre os dedos e esfregue; não deverá sentir os grãos de açúcar. Adicione o matcha, bata até misturar. Adicione gotas de corante e misture.

quase-macarons-de-matcha-1

Misture a farinha de amêndoas com o açúcar de confeiteiro. Junte ao merengue e misture. Continue misturando até que a massa ganhe uma certa fluidez. Deverá escorrer da espátula em uma fita larga.

quase-macarons-de-matcha-2

Coloque a massa em um saco de confeitar com bico redondo liso. Faça porções sobre papel impermeável, sem untar (estou usando o Assatudo). Deixe secar um pouco. Eu sequei por apenas 15 minutos em um dia úmido. Da próxima vez, experimentarei deixar até formar uma película sobre eles.

Coloque uma assadeira sobre outra (pelo menos no meu caso, meu forno queima muito embaixo) e leve ao forno baixo por 7 minutos. Retire a assadeira e deixe a porta do forno ligeiramente aberta. Asse por mais 15 minutos (mas da próxima vez, irei deixar menos tempo, talvez 12).

Deixe esfriar na própria assadeira. Eles descolaram com facilidade. Enquanto quentes, são muito delicados e quebram ao toque.

Para o recheio, aqueça o creme de leite. Adicione o chocolate picado finamente, até derreter. Empregue frio. Una os macarons dois a dois com o creme. Renderam cerca de 40.

O que pode dar errado: O forno sempre é um problema. O ideal seria usar um forno elétrico, já que é difícil controlar a temperatura do forno à gás. E cada forno varia muito. Como também não tenho um termômetro muito confiável, não arrisco a passar valores de temperatura. Talvez, da próxima vez eu faça os Bocadinhos de Castanha e Chocolate e asse por menos tempo.

Share This Post

Choco-ichigo Daifuku

ichigo-choco-daifuku

O ichigo daifuku é um doce da confeitaria japonesa que está começando a ficar conhecido no Brasil. Originalmente, trata-se de um morango coberto com pasta doce de feijão (anko) e envolto por mochi (massa de arroz glutinoso). No entanto, já provei uma versão com creme de baunilha (que não em agradou, principalmente por conta da textura muito molenga). Não demorou muito para alguém juntar o chocolate ao morango dessa receita. Fiz uma versão desse doce, que não exige um pilão ou máquina de sovar mochi, nem vai anko, que ainda não vi para comprar pronto e sei que é muito trabalhoso de se fazer em casa. Como o morango é fresco, recomendo comer no mesmo dia ou até o dia seguinte, para não perder o frescor. É gostoso gelado, embora a casca fique um pouco mais firme.

Massa:

200 gramas de farinha de arroz mochigome (glutinous rice powder ou shiratama mochi-ko)

150 gramas de açúcar

300 ml de água

Recheio:

400 gramas de chocolate em barra, picado

200 ml de creme de leite

Morangos limpos e enxutos

Primeiro, prepare o recheio: aqueça o creme de leite, adicione o chocolate e misture até derreter. Leve à geladeira para firmar.

Envolva os morangos (sem os cabinhos) com o chocolate. Leve novamente à geladeira, para firmar bem. Para não fazer muita sujeira-bagunça-meleca, coloquei uma porção de massa em um filme plástico e o morango no centro. Fui modelando com ajuda do plástico.

Misture a farinha de arroz ao açúcar, junte água aos poucos, misturando bem.

Leve ao microondas por cerca de 6 minutos, misturando a cada 1 minuto e meio. A massa deverá ser firme e sem gosto de arroz cru. Despeje em uma assadeira polvilhada com mais farinha de arroz mochigome ou polvilho. Isso vai evitar que ele grude na assadeira. Polvilhe com mais farinha, espere esfriar e divida em porções.

Abra cada porção com as palmas das mãos. Envolva o doce com essa massa.

PS: para um resultado melhor, use creme de leite com alto teor de gordura. Confira o rótulo, algumas marcas possuem 20, outras 30 % de gordura.

O daifuku da foto está verde porque adicionei matcha (chá verde em pó) à massa, diluído em um pouco de água.

Rende cerca de 16 unidades

PS: Apesar do nome “Daifuku Mochi”, essa massinha que arroz que envolve o doce não é tecnicamente mochi. Mochi é arroz glutinoso cozido e pilado. Na confeitaria japonesa chamam de Gyuhi e é utilizada em diversos doces diferentes.

PS2: A versão mais “correta” do daifuko envolve pegar mochi, aquecer no vapor e adicionar açúcar, amassar, cozinhar novamente e modelar. Mas é muito complicado e essa versão feita com Gyuhi está ficando cada vez mais popular mesmo no Japão.

 

Share This Post

Chocolate Crocante com Castanhas

barra-de-chocolate-e-castanha

Outro dia comprei uma pasta de castanha de caju. Animada, porque adoro pasta de amendoim, achei que de caju deveria ser melhor ainda. Decepção. Doce demais para o meu gosto. Acabei usando nessa barrinha de crocante de arroz. Ficou muito bom e pronto em poucos minutos.

250 gramas de chocolate (meio amargo ou ao leite, como preferir) picado

100 gramas de pasta de caju (ou amendoim, se não encontrar)

100 gramas de crispies de arroz (geralmente encontro na seção de produtos naturais)

Um punhado de castanhas de caju picadas

Misture o chocolate e a pasta de caju. Leve ao microondas por 2 minutos. Misture. Se não derreter direito, leve ao microondas por mais meio minuto.

Acrescente os flocos de arroz e as castanhas. Misture.

Forre uma forma pequena com filme plástico. Despeje o chocolate e alise. Deixe esfriar bem antes de cortar em barrinhas.

Share This Post

Bocadinhos de Castanha e Chocolate

bocadinho-castanha

Esta receita foi publicada há muito tempo no Multiply e tinha esquecido de transferi-la para cá. Nice C é quem me fez lembrar dela. Não chega a ser um macaron, ficou mais para um suspiro. Mas, talvez, se fossem feitos ajustes no forno e tempo…

1 xícara de claras
1 1/2 xícara de açúcar
2 xícaras de açúcar de confeiteiro
2 xícaras de farinha de castanhas de caju
2 colheres de cacau em pó, peneirado.

Leve as claras e o açúcar ao banho-maria, até amornar e o açúcar se dissolver. Ainda morno, bata com uma batedeira, em velocidade alta, até formar um merengue firme.
Junte o açúcar de confeiteiro, bata mais um pouco, apenas para misturar. Desligue a batedeira e incorpore a farinha de castanha de caju e o cacau em pó.
Misture bem (a massa vai abaixar um pouco, não se importe). Deixe descansar uns 10 minutos.
Ligue o forno no mínimo. Usando um saco de confeitar, disponha porções da massa sobre papel manteiga. Leve ao forno e mantenha a porta aberta usando uma colher de pau (é porque ela não vai ficar muito quente), durante cerca de 10 minutos. Depois disso, feche a porta e termine de assar. Assim os docinhos não vão rachar.
Retire do forno e deixe esfriar ligeiramente antes de destaca-los do papel.

Share This Post

Bolacha de Melado e Malte

Bolacha de Malte

Eu tenho um gosto antiquado. Talvez seja a idade. O fato é que sentia saudade de uma bolacha de mel (que eu desconfio que não continha mel nenhum) da minha infância. Anos depois, comprei um pacote e o sabor tinha mudado. Era um horror, lembrando papelão velho. Essa bolacha parece-se muitíssimo com as que eu comia quando criança. E não vai mel.

100 gramas de manteiga

1 xícara de açúcar cristal

2 colheres de sopa de extrato de malte (comprei na Central do Sabor, na Paula Souza)

2 ovos

1/2 xícara de melado

1/2 xícara de água

1 colher de chá de cravo moído

1 colher de chá de canela moída

1 colher de chá de bicarbonato de sódio

1 colher de chá de fermento em pó

Farinha de trigo

Bata a manteiga com o açúcar até formar um creme. Adicione os ovos, um a um, batendo a cada adição. Junte o melado e o extrato de malte e misture.

Dissolva o bicarbonato na água e adicione à mistura. Junte os demais ingredientes. Misture e junte farinha o suficiente para formar uma massa macia.

Deixe descansar na geladeira, coberto, por duas horas.

Abra a massa com cerca de 1/2 cm de espessura. Corte em rodelas e asse em forno médio. Retire antes que peguem muita cor. Deixe que esfriem antes de banhar na calda.

Glacê:

1 1/2 xícara de açúcar

1/4 xícara de Karo

2 colheres de manteiga

1/2 xícara de água

180 gramas de chocolate picado

Leve o açúcar, o Karo, a água  e a manteiga ao fogo. Deixe ferver e abaixe o fogo. Cozinhe por 2 minutos. Retire do fogo, adicione o chocolate picado e mexa. Se o glacê ficar consistente demais, adicione uma colher de água por vez, retorne ao fogo baixo e misture bem. Banhe os doces. Se necessário, reaqueça o glacê em fogo baixo, porque ele engrossa conforme esfria. Deixe os doces banhados secarem sobre uma bandeja ou grade antes de embalar.

Não fique chateado se as bolachas parecerem duras demais, depois de assadas. Após passadas no glacê, elas absorvem a umidade da calda e ficam mais macios.

Share This Post

Cupcakes Recheados

Às pressas, fiz esse bolinho com recheio de chocolate. Basta colocar o recheio em um saco de confeiteiro com um bico redondo e fino e apertar. Usei o recheio ainda morno, porque ele é mais fluido.

Massa:

1 1/2 xícara de açúcar

3/4 de xícara de manteiga

3 ovos grandes

2 xícaras de farinha

2 1/2 colheres de chá de fermento em pó

1 xícara de leite

Recheio:

250 gramas de chocolate em barra (no caso, amargo)

200 ml de creme de leite

Para os bolinhos: Bata a manteiga com o açúcar. Adicione os ovos, um a um, sem parar de bater. Adicione a farinha, o leite e o fermento e bata apenas para misturar.

Distribua a massa entre forminhas, sem encher muito (pouco mais da metade). Leve ao forno médio, até dourarem.

Para o recheio: Derreta o chocolate e adicione o creme de leite aos poucos, misturando. Coloque o recheio em um saco de confeiteiro, com um bico redondo e insira dentro do bolinho ainda morno e esprema. Renderam 20 bolinhos.

Share This Post

Brownie de Chocolate e Caramelo

Esse é O Brownie. Rico em sabor, macio, levemente pegajoso e derrete na boca! Apesar da quantidade de açúcar, não é tão doce assim. Para a receita ficar perfeita, use chocolate – tanto em barra quanto em pó – de qualidade.

Brownie de Chocolate e Caramelo

200 gramas de açúcar cristal

200 gramas de creme de leite

100 gramas de manteiga

50 gramas de chocolate em barra, meio-amargo

100 gramas de farinha

100 gramas de açúcar

25 gramas de chocolate em pó

1 colher de chá de fermento em pó

100 gramas de claras de ovos

1/2 colher de chá de bicarbonato

150 gramas de pecans picadas

Baunilha à gosto

Leve o açucar cristal ao fogo, com um pouco de água. Deixe caramelar. Adicione o creme de leite e misture com cuidado, até dissolver. Retire do fogo e deixe esfriar.

Derreta a manteiga. Adicione o chocolate picado e misture. Deixe esfriar.

Misture a farinha com o fermento, o chocolate em pó, o bicarbonato e o açúcar. Junte as claras e o caramelo frio, pouco a pouco, misturando e, em seguida, a mistura de manteiga e chocolate. Junte baunilha e as pecans e misture.

Despeje em uma assadeira pequena (27X 18 cm), forrada com papel manteiga. Asse em forno moderado, até que enfiando um palito no centro, saia seco. Deixe esfriar completamente antes de cortar. Ele é muito pegajoso quando quente, mas depois de frio, fica mais firme. Aconselho o uso de papel manteiga porque ele tende a grudar na assadeira.

Share This Post

Cookie de Chocolate – Passo a Passo

Cookie de Chocolate

Eu já fiz esse biscoito e apresentei a receita neste blog. Mas fiz novamente, resolvi tirar fotos (melhores).

Cookies

2 ovos
1 xícara de manteiga
1 xícara de açúcar
2 1/2 xícara de farinha de trigo
1 colher de chá de fermento em pó
Baunilha
100 gramas de chocolate picado
100 gramas de amêndoas ou nozes picadas (ou 200 gramas de chocolate picado).

Bata a manteiga com o açúcar e junte os ovos, um a um, batendo sempre. Junte a baunilha. Misture.

Junte a farinha, o fermento e misture.

Cookie de chocolate - Massa

Junte o chocolate e as amêndoas. A massa fica macia, pegajosa.
Leve à geladeira por duas horas (ela vai ficar mais firme e mais fácil de modelar; no entanto, pode ser distribuída em colheradas, sem descanso, em dias de tempo mais ameno).

Cookie de Chocolate - Porções

Com a ajuda de uma colher de sobremesa, faça pequenas porções, espaçando bem, porque crescem bastante ao assar.

Cookie de Chocolate - Modelando

Com os dedos, achate um pouco (passe os dedos em um pouco de açúcar cristal ou farinha para não gruda na massa, ou use o fundo de um copo passado no açúcar) .
Leve ao forno e asse até dourar ligeiramente. Confira o fundo, que deve estar bem dourado, sem queimar.  Os biscoitos ficam mais firmes depois de frios.

Share This Post