Mais Sobre Tokoroten

tokoroten-de-matcha

Eu tinha comentado sobre o tokoroten há uns dias e perguntaram-me se era possível corta-lo à mão, no caso de não possuir um cortador próprio. Sim, dá. Não ficou tão bonito e nem tão fininho quanto com o cortador, mas o resultado não foi mau. Cortei em fatias finas e depois, em tirinhas, com certa paciência.

Este, da foto, está verde porque fiz com macha (chá verde em pó). Ficou com um perfume bom e comi um pouco com leite condensado. Pode parecer estranho, mas hoje em dia os japoneses adoram leite condensado. E o macha (ou matcha, como preferem grafar uns) combina muito bem com leite, creme ou chocolate.

E também comemos com um pouco de pepino cortado em tirinhas, vinagre e sal (nada de óleo!), como uma entrada leve e gelada. Ficou muito bom.

Share This Post

Tokoroten

tokoroten-3

Na verdade, esse espaguete feito com gelatina de alga é feito a partir da alga tengusa. No entanto, há muito que eu não encontro a alga. Então a saída e fazer a gelatina a partir do pó (kanten, ágar) industrializado.

tokoroten-1

Usei 11 gramas de kanten em pó para cada litro de água. Dissolvi o pó na água, levei ao fogo, mexendo sempre, deixando ferver em fogo baixo por uns dois minutos. Deixei esfriar até firmar. Depois, foi só cortar com um cortador próprio. Para isso, é preciso molha-lo, para que a gelatina pudesse escorregar. Se não for consumir logo, cubra com água para não secar e mantenha na geladeira por dois dias, no máximo.

tokoroten-2

Para comer, é só servir com uma mistura de vinagre de arroz e shoyu. Há quem consuma como doce, com melado.

A gelatina de alga contém poucas calorias mas também é pobre nutrientes. Não engorda mas também não alimenta. Tampouco tem sabor, vai adquirir o sabor do molho. Mas é gelado, leve e muito comum na dieta japonesa, sobretudo no verão.

tokoroten-4

Embora eu tenha utilizado um cortador, também é possível corta a gelatina com uma faca. Só que seria bem mais trabalhoso e o resultado poderia não ser tão bonito assim.

 

Share This Post

Gelatina com Coco e Manga

Gelatina com Manga

Pensei em chama-lo de manjar ou de flan. Mas não tenho certeza de como seria melhor. Por enquanto, como é feito com gelatina de alga (kanten), fica como gelatina.

Ficou leve, não usei açúcar e, apesar da inspiração ser asiática, está com toda cara de sobremesa tropical.

800 ml de leite

200 ml de leite de coco

Adoçante a gosto ou açúcar (cerca de 1 xícara)

5 gramas de gelatina de alga em pó (kanten)

1/2 manga tommy grande, cortada em cubinhos.

Leve ao fogo o leite, o leite de coco, a gelatina e o adoçante, mexendo eventualmente até ferver. Abaixe o fogo e cozinhe por dois minutos.

Enquanto isso, distribua os cubinhos de manga em forminhas ou em um molde. No caso, eu usei uma com divisória, japonesa, por isso o formato quadrado.

Ainda quente, despeje a gelatina dentro da forma. A gelatina de alga endurece muito rápido e, ainda morna, já está firme.

Sirva gelado. Eu não costumo comer sobremesas assim com molhos, mas nada impede de servia-la com uma calda de açúcar queimado ou mascavo, bananas carameladas ou talvez um abacaxi caramelado. A vantagem da gelatina de alga é que ela suporta bem calor e poderia ser acompanhada por uma calda quente.

Share This Post

Mizu Yokan

Ainda para William Ogawa. Enquanto que o Yokan é mais firme, mais doce e dura mais tempo, o mizu yokan é mais macio, menos doce e é servido gelado. Uma versão do doce para os dias quentes de verão. Fica muito bonito servido em potinhos imitando bambu ou tacinhas.

Mizu Yokan

1 sachê de kanten em pó (4 gramas)
400 ml de água
500 gramas de koshi-an
1 pitada de sal
Açúcar (opcional, se preferir mais doce)

Misture a água e o kanten em uma panela. Leve ao fogo até ferver. Conte 3 minutos.
Adicione o koshi-an, misture para que ele se desmanche e retire do fogo. Misture sem bater, até abaixar um pouco a temperatura e engrossar ligeiramente.
Cuidado, o kanten endurece a uma temperatura mais elevada que a gelatina comum.
Assim que engrossar um pouco, despeje em forminhas ou taças ou, ainda, em uma assadeira.
Leve à geladeira e sirva gelado.
Existem ainda versões desse doce com chá verde em pó (matcha), favas, caqui seco, etc.

A receita é sugestão do fabricante de kanten em pó, a Kanten Papa.

Share This Post