Kimchee Domburi

kimchi-domburi

Para mim, é Cozinha do Desespero, estilo asiático. Durante o inverno costumo ter kimchee (kimuchi, como prefiro dizer, à maneira japonesa) na geladeira.  Além do kimchee, você só vai precisar de um pouco de carne (no caso, usei frango), uma cebola e dois ovos e vai ter uma refeição com proteína, gordura, fibra, vitaminas e o carboidrato do arroz. A receita alimentou 2 adultos realmente famintos.

1 coxa inteira de frango (coxa e sobrecoxa) cortada em bocados

1 cebola cortada em pétalas

1/4 de acelga preparada como kimchee

2 ovos

1 colher de shoyu

2 tigelas (domburi) de arroz branco

Leve os bocados de frango ao fogo em uma panela. Deixe que dourem. Descarte o excesso de gordura. Junte a cebola e refogue até ficarem macias. Junte a acelga picada. Misture. Adicione um pouco de água ou caldo de galinha, para formar um molho. Tempere com um pouco de shoyu e confira o sal. Cozinhe em fogo moderado, até que tudo fique macio.

Abra 2 covas e quebre os ovos dentro delas. Deixe que cozinhem até o ponto desejado. Eu gosto dos meus ovos mal-passados.

Sobre o arroz, distribua pedaços de carne, acelga e cebola. Regue com um pouco do caldo e acomode o ovo por cima de tudo. Se quiser, salpique cebolinha ou gergelim tostado.

A carne de frango pode ser substituída por tirinhas de carne de porco ou boi. Se quiser, adicione outros vegetais, como vagens, cenouras em tiras, etc.

Share This Post

Kimchee

kimchi2

A primeira vez que comi kimchee foi em Seoul, em um dos restaurantes do Hilton Hotel. Estava a caminho de Tokyo, estava exausta depois de ter decolado de São Paulo e passado pelo Rio, Nova Iorque e Anchorade. Achei muito apimentado e o que mais queria era tomar um banho e dormir.

Anos depois, vi essa conserva tornar-se popular no Japão. E lá ganhou características diferentes. O japonês não gosta muito do forte sabor que ela ganha depois de algum tempo maturando, que para mim lembra iogurte.

Pelo que sei, cada família na Coréia tem sua receita de kimchee. Não pretendo criar polêmica. Vou descrever o jeito que eu faço e gosto do meu kimchee de acelga.

kimchi1

Parto uma acelga em 4, no sentido do comprimento, sem destacar as folhas. Salgo e deixo descansando em uma bacia por várias horas, para que a acelga perca água e as folhas fiquem maleáveis. Lavo para retirar o excesso de sal e deixo escorrer.

Enquanto isso, faço uma mistura de cenoura em tirinhas, às vezes nabo também, alho moído, pimenta coreana (seca, em flocos de cor vermelho-escuro), gengibre e um pouco de açúcar. Dissolvo cerca de 50 gramas de farinha de arroz para mochi em um pouco de água e levo ao fogo, formando um mingau não muito espesso. Deixo esfriar e misturo todos os temperos.

Testo o sabor passando um pouco da pasta em uma folha de acelga. Provo o sal. Também gosto de adicionar camarão seco moído ou nampla, que vai acrescentar um pouco de “umami”.

Espalho um pouco da pasta entre as folhas de acelga. Enrolo e coloco em um pote. Cubro tudo com o que sobrou da mistura de temperos. Aguardo alguns dias antes de consumir.

Bem, apesar da pimenta coreana estar começando a ficar conhecida por aqui, sei que não é todo mundo que consegue encontra-la no mercado. Experimentei uma mistura de pimenta vermelha moída e páprica. Não é idêntico, mas é um substituto.

Agora, se não quiser ter todo esse trabalho, a opção é usar um preparado pronto, como eu usei aqui.

Share This Post