Crise no Japão

De tantas notícias que assisti sobre a crise mundial e como ela tem afetado o Japão, a que mais me impressionou foi sobre a Toyota. A maior fabricante de automóveis do Japão ter prejuízos era algo impensável. Ela é realmente uma gigante, com várias empresas fornecedoras, formando uma rede de produção. Imagine então quantas pessoas seriam afetadas, direta e indiretamente, com uma notícia como essa.

Ainda tenho amigos que estão morando no Japão. Alguns voltaram. Outros irão voltar, se não conseguirem outro emprego em breve. Há também quem vá ficar, estão empregados e não têm motivo para temer, pelo menos, por enquanto.

Conheço gente que, pensando em viver no Japão para sempre, procurou a naturalização. Alguns investiram na compra de uma casa própria – mesmo sabendo do alto preço e do longo tempo de financiamento. Alguns nasceram no Japão ou foram muito pequenos e não sabem falar o Português.

Eu não tenho sugestão alguma para ajudar. Só lamento que tudo isso esteja ocorrendo.

Share This Post

2 comentários em “Crise no Japão”

  1. Nossa amiga! A coisa aqui ta feia mesmo. Na cidade onde eu moro,na provincia de Saitama, varios brasileiros que trabalhavam na industria automobilistica, perderam seus empregos, com familia pra sustentar , aluguel pra pagar e sem ter como voltar para o Brasil. Na fabrica que eu trabalho estaum fazendo rodizio e eu estou em casa, naum fui mandada embora diretamente, fico em casa ate a produssaun aumentar e eu poder retomar o trabalho, mas ficar em casa tambem naum recebe, neh. Sabe infelizmente naum tem mesmo o que fazer ou o que dizer, soh mesmo lamentar.

  2. Pois é, Fabrícia. Esta semana soube que em uma firma em Hamamatsu, alguns foram demitidos. Mas a empresa ainda está otimista, acreditando que a crise vai passar e está mantendo boa parte dos funcionários.
    Na NHK passou uma reportagem, afirmando que os vôos do Japão para o Brasil estão lotados até abril…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *