Mais Um Pouco Sobre Mim…

As estatísticas do provedor apontam para uma média de 600 visitantes diários deste modesto blogue e subindo (as estatísticas do WordPress são ainda maiores e não sei explicar a discrepância). Cada visitante lê, em média, 5 post a cada visita. Para muitos blogues, isso é um valor muito baixo. Para mim, que comecei a escrever por diversão, para manter um arquivo de receitas e para disponibiliza-las para amigos sem ter o trabalho de enviar uma a uma via e-mail, é muito.

Então, creio que existem pelo menos umas 400 pessoas que acompanham tudo que escrevo e que devem de estar se perguntando quem sou eu e o que faço.

Como já disse no meu perfil, sou alguém que cozinha desde os oito anos de idade. Cozinhar para mim, significa muita coisa. Cozinho por obrigação, por necessidade, para agradar os outros, para meu prazer. Não sei bem se posso dizer que amo cozinhar. Já tive outras ocupações remuneradas na vida e aprendi muito com elas. Digo sempre que nem sempre é possível fazer o que gosta, mas é possível gostar do que faz.

Estou morando dentro da propriedade que cerca um hotel-fazenda (ou pousada, ainda não saberia definir) em Ibiúna (SP), com muito verde, mata, trilhas, represa, horta, piscina, banhos. Tudo está sendo reformado para a reinauguração.

E esta que escreve está, a cada dia, sentindo um friozinho na barriga aumentar. Depois de quase 10 anos, vou estar em uma cozinha, atendendo não apenas a amigos e parentes, mas a um público novo e desconhecido. Sei bem que me esperam noites curtas, dias quentes, queimaduras, cortes, dor nas pernas e costas. Mas confesso que estou excitada com o novo desafio e espero não desapontar quem vier provar da minha comida.

Volto a escrever sobre essa experiência em breve!

Share This Post

8 Comments

  1. Cassia

    Muita boa sorte Marisa! Tb amo cozinhar e faz parte dos meus planos futuros um dia fazer isso não apenas para o meu prazer e dos meus amigos e familiares.

    Que tudo dê certo para vc! =)

  2. Eu leio todo dia e amo seu blog! As receitas sempre são práticas, não tem aquela coisa de “se não usar farinha dos campos da conchichina não dá certo”! Tem pratos que só faço com receitas daqui (gyoza, por exemplo).
    Fora que o jeito que vc. escreve faz jus ao título do blog, delícia!
    Parabéns e que vc. tenha muito sucesso nesse desafio que está por vir.
    Beijos, Yumi

  3. Nice to meet you!
    Venho sempre aqui para usufruir da sua generosidade em compartilhar a sua grande experiência na cozinha. E adoro. Nem penso antes de usar suas receitas, pois sei que passaram por ferro e fogo até chegarem aqui, conscientemente ou não – imagino que, só no feeling, você já descarte montes e montes de coisas erradas.
    Aguardo as notícias sobre seu empreendimento, torcendo muito para que tudo vá bem.
    Sem falar que eu adoraria experimentar alho negro na fonte 🙂
    Boa sorte!

  4. Marisa Ono

    Obrigada, Yumi!
    É, eu tento me manter dentro de uma realidade, com equipamentos de baixo custo e ingredientes acessíveis para a maioria dos leitores. Não sei bem como é o meu público mas, em base das estatísticas de acesso, creio que são pessoas que estão procurando cozinhar algo gostoso, que não exija um empréstimo bancário e que não envenene ninguém. Entendo certos restaurantes e autores de livros que têm um público diferente e que pretendem proporcionar uma experiência rara, senão única. Mas sabe? Eu não quero ser levada tão à sério.

  5. Marisa Ono

    Myrna, a realidade é bem menos colorida. Há uma lista enorme de fracassos e desastres culinários na minha vida. E, para piorar, sou péssima em Química. Felizmente Luiz Paulo entrou na minha vida e ele tem tido a paciência de me explicar muita coisa sobre… muita coisa. Mas, sim, com tudo isso, existem receitas que eu descarto de cara, porque já passei por algo parecido e sei não dá certo. Outras, eu descarto porque não preciso passar pela experiência de arrancar olhos de centenas de camarões secos e transformá-los em pó ou partir 3 centenas de tomates-cereja e tirar as sementes.

  6. Uia! Boa sorte!!!! Estou torcendo por você, tenho certeza que você se divertirá muito. Nada como um desafio pra dar mais cor à nossa vida, não?
    Se conseguir dar o seu toque especial nessa cozinha como você faz no blog, atrairá muitos e muitos clientes 😉
    Beijos!

  7. Oooba!
    Sempre que dá um tempo ou até pra espairecer um pouco entre um servicinho e outro, dou uma espiadinha nas receitas novas. Não faz muito tempo que descobri esse maravilhoso blog e uma das dúvidas que surgiu é se vc tinha um restaurante ou coisa assim.
    Ibiúna fica longinho de Curitiba, mas quem sabe, depois da reinauguração, eu tire um feriado prolongado no hotel-fazenda???
    Boa sorte!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *