Cebolas…

É, está virando assunto recorrente. Depois do quiabo de metro (cujo pé, aliás, já passou dos 3 metros de altura), do jiló gigante, agora encontrei uma cebola descomunal. Foi na feira e, claro, não resisti à tentação. Ainda por cima, é bonita! Para minha surpresa, 2 delas chegaram a 1,400 gramas na balança. Acabei não perguntando que variedade era, a conversa acabou descambando para outro assunto.

E o que vou fazer com tamanha cebola? Na verdade, gostaria de fazer uma delas frita, em formato de flor, como aquela cebola daquela rede de restaurantes. Mas diante das 2 mil calorias que me renderiam, parei. Na verdade, ainda estou pensando.

Share This Post

4 comentários em “Cebolas…”

  1. Vi esses dias na tv japonesa uma materia falando pra gente tomar sopa de cebola como se fosse suco.
    Pq desintoxica e ajuda a emagracer. Na Coreia as pessoas fazem a sopa e carregam em pet bottles. E ficam tomando o dia todo…

    Um pesquisador, no mesmo programa, mostrou que a casca da cebola eh uma das maiores fontes de anti-oxidantes que ha. Bate-se a casca no liquidificador com um pouco de agua e depois vc acrescenta a mistura no missoshiru, sopas, etc.

    Eu adoro onion ring rs.. mas as calorias realmente assustam.

  2. Bom dia Marisa, gosto muito do seu blog, vie mexe estou aqui, gostaria de saber de que bairro você é, pois sou de Ibiuna também, e tenho muita vontade de te conhecer, você me parece muito simpática. Gostaria de saber a receita de uma salada que fazem muito nos almoços do ADI, que é umas tiras brancas, com um sabor meio agridoce. Será que você teria esta receita?
    como sempre ajudo na cozinha, quando vou almoçar não tem mais, pois acaba rapidinho, e a correria é tanta, que não consigo pegar a receita com ninguém de lá.Se você tiver, pode me passar? Obrigada.Mônica

  3. Marisa, faz recheada e assada… pode ser com refogadinho de carne seca ou bacalhau, fica muito bom.
    Minha mãe cava um pouco da cebola, usa para refogar a carne ou bacalhau, recheia as cebolas e leva para assar embrulhada em papel alumínio, tirando só no final para corar. É uma delícia! Lá em Poços de Caldas tinha um boteco chamado “Bacalhau que chora” que servia a cebola recheada, super criativo!
    Espero que goste da dica!
    Beijos, Yumi

  4. Mônica, nunca fui à ADI, mas vou perguntar para o pessoal que salada é essa. Creio que seja o sunomono de pepino, alga wakame e harusame, muito popular na comunidade japonesa…
    Eu estou quase no sertão do Murundu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *