Kasutera (Pão-de-ló à moda japonesa)

Kasutera

Os portugueses deixaram sua marca no Japão, sobretudo na região de Nagasaki. Ainda hoje, a maior comunidade católica é lá. E o doce típico de Nagasaki é o Kasutera. Qual a diferença do kasutera para o nosso pão-de-ló? Não muita, é verdade. Ambos vão muitos ovos, pouca farinha, são leves. Percebi que muitos fabricantes e confeiteiros usam mel. O kasutera é comercializado em barras retangulares e servido em fatias. E a textura do kasutera é um pouco mais firme e sempre me pareceu mais úmido que os que comemos no Brasil.

Como iria receber amigos aqui, resolvi fazer kasutera. Todo mundo gosta desse bolo com café ou chá. Não é difícil de fazer, mas tem uns pequenos truques para que fique muito bom. Na época de meus pais, era um doce cobiçado, já que poucos sabia fazer e era dado de presente em datas festivas.

9 ovos extra grandes

300 gramas de açúcar cristal

120 gramas de mel

20 gramas de água quente

225 gramas de farinha de trigo

Prepare uma forma quadrada de 25X25 cm de lado e com paredes altas. Se não tiver nada desse tamanho, faça como eu: improvise com um pedaço de cartolina. Forre a forma (ou caixa de cartolina) com papel manteiga.

Bata os ovos com o açúcar muito bem, até ficar bem claro, leve e, levantando as pás da batedeira, consiga escrever o número “8” com um fio de ovos batidos sem que eles se desmanchem imediatamente.

Dissolva o mel na água quente. Adicione à mistura de ovos e bata mais um pouco, para misturar bem.

Adicione a farinha de trigo peneirada. Com muita paciência, vá misturando, com movimentos de baixo para cima, até que toda a farinha esteja incorporada à massa.

Despeje a massa na assadeira. Bata o fundo da forma levemente, para que as bolhas maiores subam. Passe a espátula na superfície para estourar essas bolhas. Tudo isso é para que a superfície fique mais lisa.

Leve ao forno pré-aquecido a 180 graus. Depois de cerca de 10 minutos, abaixe para 160. Quando começar a corar demais, cubra com uma folha de papel alumínio, até que o bolo fique cozido. Tome cuidado para não assar demais.

Assim que retirar do forno, cubra o kasutera com um folha de filme plástico. Retire da forma, virando o bolo de cabeça para baixo. Mantenha o papel manteiga. Envolva todo ele com filme plástico. Deixe-o abafado e de ponta cabeça até esfriar. Isso vai impedir que o bolo resseque e vai dar uma textura mais firme.

Desembrulhe e corte depois de frio. Alguns garantem que fica melhor se mantido embrulhado por 2 ou 3 dias. Eu não aguento esperar tanto. Na indústria, eles guardam o bolo em um ambiente úmido, para que o kasutera absorva água lentamente e fique mais macio, antes de cortar e embalar.

Share This Post
Esta entrada foi publicada em Culinária japonesa, dicas, Doces, receita com as tags , , . ligação permanente.

37 Responses to Kasutera (Pão-de-ló à moda japonesa)

  1. harumi fujiharu diz:

    nossa adorei a receita ,tava procurando a muito tempo ,OBRIGADA !!!!!!

  2. Marisa Ono diz:

    De nada!
    Só tome cuidado com o mel que for usar. Alguns, como o de eucalipto, possuem um aroma e sabor acentuado e podem não combinar com o doce.

  3. Robert Junior diz:

    Muito obrigado pela receita, vi o “bolo” em um animê e me pareceu gostoso. Irei fazê-lo em poucos dias. Obrigado.

  4. Marisa Ono diz:

    De nada!
    É o nosso pão-de-ló (ou melhor, o que herdamos dosr portugueses), rico em ovos e úmido. Mas é diferente do pão-de-ló que usam em bolos decorados. Esses, por conta do corte, recheio e cobertura, são mais secos. Ele é muito gostoso com café ou chá.

  5. Lição de Bom Portugês diz:

    A palavra húmido leva H.

  6. Marisa Ono diz:

    Não segundo o dicionário Michaelis:
    úmido
    ú.mi.do
    adj (lat humidu) 1 Levemente molhado. 2 Que tem a natureza da água; aquoso. 3 Med O mesmo que gangrena. Ú. elemento, poét: o mar.
    No entanto, pelo que parece, em Portugal a grafia com “h” permanece:
    http://www.priberam.pt/dlpo/dlpo.aspx?pal=húmido

  7. Myrna diz:

    Húmido em PT tudo bem, mas portugês sem U????

  8. Clarissa Akemi diz:

    Oi,Marisa gostei da receita do bolo kasutera.
    Meu marido gosta desse bolo e sempre compra no supermercado.
    Mas apartir de agora vou preparar para ele.
    voce tem receita de american hot dog do japao.

  9. Marisa Ono diz:

    American Dog? Aquela salsicha espetada em um palito e coberta com uma massa? Não sei como é feito, não…

  10. Johnny diz:

    Sou diabético, e gostaria de saber a respeito da receita de Kasutera, se eu não colocar o mel, vai fazer alguma diferença?

  11. Johnny diz:

    Me esquecí – também trocar o açúcar cristal pelo adoçante forno e fogão, vai fazer diferença?

  12. solange de carvalho diz:

    ola boa tarde

    vou fazer um bolo de 15kg
    qual o numero de assadeira que devo usar
    retangular , quantas massas apriximadamente tenho que fazer?

  13. Marisa Ono diz:

    Não faço a menor idéia…

  14. Húmido, úmido ou até Húmedo Kasutera é delicioso.

    Ouvi dizer que deve-se deixar o Kasutera guardado por dois dias (como citado no texto) e borrifá-lo bem de leve, de vez em quando, com leite ou suco para dar um sabor a mais e deixá-lo (h)úmido.

    Experimentei fazer, seguindo a receita acima e não borrifei nada.
    Segui tão direitinho que também não deixei 2 ou 3 dias embrulhado, rs.
    Deu certo, ficou muito bom. Obrigado e fico tranquilo que mesmo no Brasil terei o Kasutera nosso de cada dia.

  15. Marisa Ono diz:

    Alexandre, eu acho que comi um kasutera borrifado com brandy, mas não tenho certeza. A memória me anda pregando peças.
    Mas fico feliz em saber que a receita funcionou. Essa é uma daquelas receitas que eu tenho receio de desandar por conta de um forno mal regulado, diferença de altitude, etc.

  16. Com Brandy? Seria esse aqui? http://www.cosmokawaraban.net/kanrodo/8_cate2_4.htm
    Devem ser muito bons!
    Realmente Marisa, passei o link da receita a uma prima…e não deu certo. Quer dizer, não ficou perfeito, mas ficou gostoso.
    O forno dela não está nas melhores condições.
    Obrigado

  17. Marisa Ono diz:

    Não tenho certeza, Alexandre. Provavelmente ganhei de alguém que foi a algum lugar que não me lembro onde…

  18. nelson diz:

    Marisa estou com uma duvida essa receita não leva fermento ,eu adoro esse bolo e não ligo se ele e humido, umido tambem rsss…tantas coisas boas para se comentar quem vai reparar nisso

  19. Erica diz:

    Eu gostei do bolo + eu axei um pouco complicado de fazer, vc não teria uma receita japonesa, gostosa, sem ser estranha e fácil de fazer?

  20. CINTHIA diz:

    MARISA,

    ESSE BOLO É MARAVILHOSO, MAS QUEM NÃO TEM BALANÇA DIGITAL, OU MELHOR NEM BALANÇA TEM, VC TEM UMA DICA DE COMO MEDIR OS INGREDIENTES DE FORMA ALTERNATIVA… BJS
    PARABÉNS

  21. Marisa Ono diz:

    Vai por mim, Cinthia. Uma balança digital anda custando uns 30 reais e vale a pena. Dura muito tempo e nunca mais você vai se preocupar se a xícara da receita tem 220 ou 240 ml ou procurar um copo americano Nadir Figueiredo.

  22. CINTHIA diz:

    Marisa,

    onde vc acha balança digital à 30 contos…me passa o endereço , que vou comprar, até hoje precisava ficar pedindo pra alguem pagar mico na padaria e ir pesar um copo de farinha…hehehe

  23. Balança diz:

    Ola marisa, adorei a receita
    bjs Ana

  24. Juliana Navaes Asano diz:

    Sra. Marisa,Gostaria de perguntar, é que quando chega o ponto de colocar o papel alumínio, passa quanto tempo com ele, para não correr o risco de ressecar e o tempo total do bolo no forno, Omedetou e Domoarigatou, né? Juliana N.Asano

  25. Marisa Ono diz:

    É difícil dizer o tempo porque isso depende de forno para forno. Se o forno não estiver bem regulado, é possível que ele asse mais rapidamente de um lado que do outro, por exemplo, obrigando a virar o bolo no meio tempo. Cubra-o quando estiver ligeiramente corado e mantenha-o até o final. Eu testo tocando a superfície do bolo, no centro. Se estiver firme, oferecendo certa resistência, está pronto.

  26. Fabiola diz:

    Estava procurando esta receita há muito tempo, pois comiamos este bolo quando minha avó o fazia, quando ela faleceu a receita havia se perdido também. Muito Obrigada!!

  27. gabimello diz:

    Vou fazer com certeza!!! sempre quis saber a diferença desse bolo com o tradicional pão- de-ló. Arigato! adoro Nihon

  28. malba diz:

    esse bolo é fácil e delicioso. tente fazer para ana rita

  29. Mai diz:

    Sra Marisa. Grata pela sua generosidade em dar suas receitas, nem todas as pessoas são capazes desse gesto! Há muito tempo procura essa receita para meu marido. Gostaria de saber mais sobre o pap depois de assado. Não entendi como colocar o bolo de ponta cabeça para esfriar, segundo a receita depois de desenformado. Grata
    Manami

  30. Marisa Ono diz:

    Cobrir com filme vai impedir que a umidade escape. Virar de ponta-cabeça vai aumentar a densidade do bolo, dando uma textura mais compacta.

  31. maria aparecida bataline diz:

    onde posso comprar as forminhas para fazer a banana kasutera?
    obigada..

  32. Marisa Ono diz:

    Tem o telefone neste post, Maria Aparecida e nos comentários alguém conseguiu contato via e-mail:
    http://marisaono.com/delicia/?p=3154

  33. Suzana Tamae Inokuchi diz:

    Obrigada por compartilhar esta receita. Vou fazer amanhã. Ela me lembra meu falecido pai, que a fazia pra mim desde quando eu era criança!

  34. Daiana Barbosa diz:

    Olá.
    Uma dúvida… posso rechear e decorar para bolos de festas?? substituindo o nosso famoso Pão de Ló?

  35. Marisa Ono diz:

    Não vejo usarem. Para bolos recheados, Daiana, usam mais o Genoise ou Biscuit Joconde (Massa Gioconda), pela estrutura, menos açúcar, etc.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *