Frango com Cebolinha e Gengibre

Mais uma receita da Cozinha do Desespero: gostoso, rápido, sem sujeira e alimenta duas pessoas, se servida com arroz e talvez um caldinho ou verduras cozidas. Eu confesso que não gosto de peito de frango, porque acho sem sabor, tende a ficar seco, farelento, se cozido demais. Nem mesmo o apelo da proteína com pouca gordura me atrai. Mas deste jeito, ele fica suculento, macio e saboroso.

1 peito de frango

3 colheres de sake

Sal

Cebolinha (eu usei a parte branca, cortada em tiras, mas se preferir, use cebolinha verde picada)

1 pedaço de uns 5 cm de gengibre cortado em tirinhas finas

Gotas de óleo de gergelim

1/4 de xícara de óleo (de preferência, de amendoim)

Tempere o peito de frango com sake e sal. Deixe tomar gosto. Aproveite para tomar banho ou conferir os e-mails.

Coloque em um prato que possa ir ao microondas. Dobre a ponta para baixo, para que toda a peça fique mais ou menos a mesma espessura. Cubra com um filme plástico e leve ao microondas por 1 minuto e meio. Deixe descansar por cerca de 1 minuto. Vire o peito e leve novamente ao microondas por outro minuto e meio. Deixe descansando por alguns minutos.

Enquanto isso, aproveite para picar a cebolinha e o gengibre. Retire o peito do prato, corte em fatias finas (eu acho mais fácil seguir o sentido das fibras). Arrume o frango em uma travessa. Cubra com tiras de cebolinha e gengibre. Pingue umas gotas de óleo de gergelim.

Aqueça o óleo até ficar bem quente. Despeje com cuidado sobre as cebolinhas. O óleo vai chiar. Sirva-se, aproveitando a cebolinha e o óleo aromático e o caldo que se forma no fundo da travessa.

PS: O frango em si pode ser aproveitado de outras formas. Como fica com uma textura parecida com os embutidos de frango (blanquete, “presunto” de chester, etc), vai bem em sanduíches, saladas ou com um molho cítrico ou à base de vinagre.

Share This Post

9 comentários em “Frango com Cebolinha e Gengibre”

  1. Marisa, FELIZ PASCOA, mesmo atrasada me perdoe,beijos do Margareth,penso como vc acho o peito do frango sem graça,mais vou experimetar, so me diga onde encontro o oleo de amendoin pois tem anos que eu não encontro mais,ainda existe, ja procurei até na liberdade e não encontrei,ele é muito bom para frituras tb. beijos.(estou no aguardo da bendita muda).

  2. Obrigada, Diulza.
    O óleo de amendoim achei no supermercado Mambo (no caso, na Cerro Corá, mas acho que existem outras lojas). Quando vi e pelo precinho mais camarada que o óleo de canola, comprei logo uma dúzia de garrafas. Porque vou lá saber quando encontro novamente, né?

  3. Marisa, obrigadaaaaaaaa! Na correria do dia a dia, a “cozinha do desespero” é um alívio para quem não quer apelar para um salgado, delivery ou restaurante. Fiz com óleo de canola mesmo porque não encontrei o de amendoim, com certeza perdeu em sabor. Mas mesmo assim, adorei essa e a receita do porco marinado no misso! Se tiver mais sugestões de cozinha do desespero, pleaaase compartilha com a gente! =) Beijos.

  4. Cassia, a Cozinha do Desespero é uma categoria à parte. São receitas para pelo menos 2 pessoas, que fica pronta em menos de meia hora, que não exige ingredientes muito exóticos e, em alguns casos, são uma refeição completa. São coisas que fui fazendo em uma época em que eu trabalhava até 14 horas por dia, gastava cerca de 1 hora e meia no trânsito e, portanto, tinha que ser rápida para conseguir dormir ao menos 6 horas por noite…
    Estão todas aqui:
    http://marisaono.com/delicia/?cat=97

  5. Marisa,
    apesar deste post ter sido em abril/2010, procurei por uma receita rápida, experimentei e gostei muito, muito mesmo! Ficou bem levinho e cheio de caldo, nada seco e nada sem graça! Só que como não tinha óleo de amendoim, usei óleo de pequi (que comprei numa viagem que fiz ao interior de Goiás) e ficou muito bom também. Aliás, ficou bom demais! Náo pensei que peito de frango pudesse ficar tão bom e simples de fazer. Obrigada. Bjs. Irmgard

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *