Creative Commons License
Blog Delicia by Marisa Ono
is licensed under a Creative Commons.

Imagem cedida pelo Studio Oz

Alho Negro na Bombay

Pinterest Master

  Pinterest

Doe Com Um Clique

Imprimir Imprimir

Yakiniku

Yakiniku1

Esse é um post que eu estava devendo há muito tempo. Para quem pensa que japones não gosta de carne, lamento dizer que não é verdade. Restaurantes de yakiniku são muito populares por lá e é possível fazer em casa. Nos supermercados de lá encontramos várias marcas e tipos de molho para esse prato, mas não é difícil fazer um em casa. Mas vamos do começo: yakiniku, ao pé da letra, é carne assada ou grelhada. Existem dois tipos de restaurantes que servem esse prato: os a la carte e os self-service. Eu costumava muito ir nesse último, embora não goste de buffets em geral.

Nos yakiniku-ya self-service oferecem vários tipos e cortes de carne: boi, porco, frango e frutos do mar (alguns até tinham vieiras!), vegetais, saladas, arroz, sopa, frutas e até sushi. Era só chegar, sentar, pedir a bebida e ser servir. A funcionária acendia um fogareiro (as melhores casas tinham um sistema de exaustão em torno da grelha, diminuindo a quantidade de fumaça no ambiente) e ia embora. Cada um escolhe a carne, assa no ponto preferido, mergulha no molho da casa e come. Pimentão, cebola, cogumelos, abóbora e beringelas também vão para a grelha. A carne pode ser comida com arroz ou embrulhada em uma folha de alface. Comia-se à vontade por algo entre 11 a 17 dólares. Havia um limite de tempo, que não me lembro de quanto era.

Sim, porque apesar do nome, o prato tem origens na Coréia.

Também ofereciam opções de molho. Tudo isso tinha um preço, claro, mas dava para comer razoavelmente bem por 32 dolares.

Yakiniku

Quem tiver uma churrasqueira com grelha e espaço, pode fazer ao ar livre. Quem tiver uma chapa elétrica, cada vez mais comum hoje em dia, pode fazer sobre a mesa, dentro de casa. Arrume travessas com fatias de carne macia (alguma gordura é bem-vinda) e vegetais fatiados. Arrume folhas de alface lisa ou crespa, bem lavadas e bem enxutas. Ofereça a cada convidado uma tigelinha com molho e, para quem não fica sem arroz, sirva arroz branco. As carnes podem ser sem tempero algum ou temperadas, como preferir. Eu prefiro sem tempero. Como podem ver, aproveitei as pimentas shishito da horta, das quais falei no post anterior.

Molho para Yakiniku

200 ml de água

200 ml de shoyu

40 gramas de cebola (meia cebola média)

10 gramas de gengibre picado (um pedaço de mais ou menos 5×2 cm)

100 gramas de maçã descascada e picada (uma unidade)

40 gramas de alho (uma cabeça inteira)

200 gramas de açúcar

1 colher de sopa cheia de pasta coreana de pimenta; se não tiver, use pimenta vermelha à gosto. A cor será um pouco diferente, já que a pasta tem uma cor intensa e textura que lembra goiabada cascão

50 ml de sake

20 gramas de sal

Bata tudo no liquidificador e leve ao fogo por 5 minutos. Se preferir um molho espesso, adicione amido diluído em um pouco de água. Conserva-se na geladeira bom um bom tempo, em um pote fechado.

Na hora de usar, misture e adicione óleo de gergelim, gergelim torrado, cebolinha-verde picada ou qualquer tempero que gostar. Se quiser um sabor ácido, junte vinagre. Se preferir mais salgado, junte mais sal ou misture um pouco de miso. Ou seja, as possibilidades são muitas. Divirta-se com a experiência.

Share This Post

44 comments to Yakiniku

  • janete

    Q maravilha!!Era o q procurava…q saudades desse tempero maravilhoso!!
    Ma adorei sua forma de explicar,tudo detalhado e tbem pelo q pude ver
    tudo testado nos minimos detalhes heim!!
    Amei,obrigada!!Vou tentar fazer..
    bjsss..adoro seu blog.
    janete

  • Hummmm…babei, literalmente. Não sabe qto fico grata com a receita desse molho. Como vc, eu tbém prefiro a carne sem tempero. Deste modo, o sabor natural da carne e do molho se distinguem na boca. Já as verduras eu as como só com sal. Molho, só para carnes. Amei o post! Abraços.

  • Lucas

    Olá Marisa!! Muito obrigado pela receita!!!

    Às vezes vou com alguns amigos a um restaurante coreano, onde o “carro chefe” é justamente um molhinho com a mesma aparência deste apresentado na foto.

    O restaurante chama-se Ueda Horumon Yaki (embora o restaurante seja coreano, o dono é japonês), fica na Liberdade, São Paulo-SP.

    Este molho é básico/tradicional para este tipo de churrasco?

    Perdão pelo incômodo, mas, se for, somos loucos por esse molhinho!!!

    Muito obrigado!!!

  • Marisa Ono

    Lucas, no Japão, cada restaurante tem seus molhos. Alguns usam molhos industrializados e outros fazem os seus próprios. Ou seja, há muita variedade. Mas, basicamente, é isso. Alguns são mais picantes, outros são mais adocicados ou ácidos. Assim como há uma grande variedade de molhos, também há muitas preferências. Experimente e adapte a receita a seu gosto.

  • hiroshi

    marisa, onde posso encontrar aqui no brasil estes fogoes de mesa para yaki niku?

  • Marisa Ono

    Eu já vi fogareiros feitos de gesso (shitirin), para colocar carvão dentro e com uma grade em cima, na Liberdade. Mas pode ser substituído por um daqueles fogareiros para Gengis-kan. Outra opção – embora falte o cheirinho defumado – é aquela chapa elétrica, cada vez mais comum. Algumas vêm até com duas panelas, uma para grelhados e outra para sukiyaki.

  • Rodrigo

    Muito bom…… rsrsrs
    Tem algum restaurante desse estilo aqui em São Paulo???
    Obrigado

  • Marisa Ono

    Ouvi falar de alguns restaurantes coreanos, mas ainda não fui a nenhum para conferir.

  • frederico miyazawa

    Olá, amigos! Na liberdade, já fui no UEDA, q fica na rua da glória, 111, sala 21…. mto bom viu! Existem alguns koreanos tb… MAs oq realmente gostei, foi o UEDA… Sem cotnar q os preços são ótimos!

  • Giuliano

    Ola Marisa, achei exclente essa receita, tb so apaixonado por culinaria japonesa, sou descendente tb! Mestiço, e tenho uma paixão por cozinha. me de sua opinião sobre o molho, vc ja experimentou os prontos, apesar de eu achar que o que se prepara em casa é bem melhor como vc fala no blog, vc ja experimentou algum?

  • Marisa Ono

    Sim, Giuliano, eu experimentei várias molhos para yakiniku (e outros, também), de várias marcas. No Japão, há para todos os gostos: picantes, adocicados, com muito alho, com gergelim, com ou sem shoyu, etc. Mas acabei procurando uma receita de molho para yakiniku porque não é fácil encontra-los em várias cidades do Brasil. E, afinal de contas, não é nada tão complicado assim. Vale a pena fazer em casa.

  • bom dia. voce tem alguma receita que deixe o tempura de camarao crocante igual a do japao mas utilizando ingredientes do brasil? produtos do japao somente em sao paulo, fica dificil achar em outros estados

  • Marisa Ono

    Paulo, tempura não é apenas uma receita, mas uma série de pequenos cuidados. Falei sobre eles neste post:
    http://marisaono.com/delicia/?p=262

  • paulo

    ola hiroshi, sei de uma pessoa que faz mesa com churrasqueira a gas embutida, proprio para yakiniku 03591152476,bom apetite,juntar os amigos numa mesa de yakiniku é otimo.

  • Jakeline Ueda

    Eu sou de origem japonesa,e por isso gosto de comida do Japão.
    Gosto do sabor,do tempero é muito maravilhoso…
    Quem nunca experimentou,apreveite e experimenta um pouquinho desse sabor.
    Todos aqui em casa gostam da comida japonesa.

  • Luis Henrique HIdeke Oda

    OOOOO saudades do japão viu
    época que eu não saia do yakiniku
    so comendo carne de cavalo
    kkkkk.
    éra uma delicia dp toma aqueles sorvetes

    saudades ;|
    abraços a todos

  • Elisete Ushizaka

    Marisa,pelo amor de Deus me diga onde tem um yakiniku em São Paulo!!!rsrsrs…Já estive por duas vezes na cidade com amigos,procurando pela Liberdade e ninguém soube dizer onde tem um.Adorava frequentar yakinikus no Japão e agora que moro no Brasil,estou morta de vontade de comer essa delícia…Se souber um endereço em São Paulo ou mesmo em qualquer outra cidade,por favor ,me passe,porque vou lá voando…(literalmente…rsrsrs).Obrigada!

  • Elisete Ushizaka

    Obrigada,Frederico!Vou lá ,com certeza,matar a saudade…

  • Luis Henrique Hideke Oda

    Se alguem sabe Onde tem um Yakiniku aqui em São Paulo Pelllooooo amor de DEUS
    Falem…… kkkkk

    Grato

  • Marisa Ono

    Tem um na Liberdade, quase em frente do Marukai. Esqueci o nome. É preciso entrar numa porta, seguir um corredor comprido, subir uma escada e topar com o restaurante. Tem placa na porta. Não é do tipo “tabehodai”, onde serve-se à vontade. É por porção.

  • Anderson Dias

    Se alguem souber onde eu encontro a grelha ou e mesa pra montar um yakiniku por favor estou com tudo serto para montar um restaurante,só falta a grelha.(mas tem que ser a propria de yakiniko)

  • Luis Henrique Hideke Oda

    Grato pela resposta…
    Logo quando puder irei visitar e talvez me esbaldar dependendo do preço!

    rs.

  • Marcelo Ebissuy

    Será que só ha esse restaurante? Já fui na Liberdade e não consegui encontrar.
    Quem souber favor me falar
    Desde já agradço!
    Abraços: Marcelo.

  • PAULO

    PESSOAL, SE VOCES ESTÃO COM TANTA VONTADE DE COMER EM YAKINIKU É SO PROCURAR NA RUA DA GLORIA EM SÃO PAULO QUE SOMENTE LA TEM UNS 4 RESTAURANTE YAKINIKU

  • Sui

    morri! hahaha!!! mto boom!! =)!!!

  • Luis Henrique Hideke Oda

    Marisa Ono e com todo carinho que lhe pergunto.
    De quanto e quanto tempo visita o japao?
    De onde tira tantas sabedorias para descrever o lugar tao perfeitamente.

    De um grande admirador.

  • Marisa Ono

    Ah, Luiz Henrique, não vou ao Japão há anos. Iria rapidinho se tivesse um patrocínio, mas com recursos próprios, acho que vai demorar.
    Conheci um pouco do Japão nos 16 anos que morei lá. Conheci cidades das províncias de Shizuoka, Chiba, Aichi e um pouco de Fukui. Também conheci Tokyo e Osaka. Aprendi muito nos vários empregos que tive (indústria automobilística, alimentícia, eletrônica, produção em plástico, em silicone, solda e até geladeira industrial). E nesse tempo todo, claro, comi, fiz compras no supermercado, dirigi, vivi.

  • Luis Henrique Hideke Oda

    Ja eu Marisa Ono morei la por um tempinho rasuavel porém vivi em quase todas as cidades, Conheci lugares que nem imaginaria conhecer! e hoje com tal bagagem japonesa admirei com tal perfeiçao.
    Mais uma vez grato pela resposta

  • satiko

    Marisa, fiz no tradicional almoço de domingo yakiniku e esse molho maravilhoso que vc ensinou, faz dois anos que voltei do japão e estava com saudade desse molho que nos faz relembrar muito a nossa estadia no japão. Meus pais se deliciaram!! obrigada, continue nos presenteando com essas receitas maravilhosas!!

  • Marisa Ono

    Olá, Satiko. Eu sei como é essa saudade. Quem mora em São Paulo ainda encontra vários produtos, mas no resto do país a história é diferente. Também gostei desse molho e acho que ficou bem parecido com os que eu comia lá no Japão.

  • Debora

    Nossa adorei encontrar seu blog, sou apaixonada por comida japonesa, morei la por dez anos, mas não fazia nada em casa, porque tínhamos tudo pronto, as com o retorno ao Brasil, você sente muitas saudades e aprendendo a fazer esta comida maravilhosa, matamos um pouquinho das saudades que sempre serão muitas!!Obrigada por compartilhar sua sabedoria…
    Arigato-gosaimasu!!Debys!!

  • Reiko

    Marisa, estou fascinada com suas receitas, que meu marido está adorando. Gostaria de saber qual o nome daquele fogão à gas que fica embaixo das mesas para fazer o “Chabu-Chabu”, e se possível, onde comprar esse equipamento no Japão. Parabéns!
    Doumo Arigatou!

  • Marisa Ono

    Reiko, o fogareiro à gás se chama “Kaseto gasu konro” (カッセトガスコンロ). Os que se instalam em mesas próprias só podem ser encontrados em lojas especializadas, que atendem restaurantes. Já esse portátil pode ser comprado em lojas de utilidades domésticas no Japão. No Brasil eu vi em vários lugares, tanto na Liberdade quanto em lojas de utensílios para cozinha.

  • Fabio

    Quando estive no Japão, comia em várias cadeias de restaurantes, Dennys, Skylark, Yoshinoya, Sukiya mas de um tenho uma lembrança especial, do yakiniku teishoku do Matsuya. Marisa, será que você sabe a receita do tempero daquele yakiniku? Ou alguém pode ajudar…Gostaria de matar saudade…ahhh e qual carne aqui do Brasil ficaria mais parecido com aquele prato. Doomo arigatou!!!

  • Marisa Ono

    Fabio, não conheci o Matsuya, não, fico devendo. Eu prefiro usar contrafilé, que tem um pouco de gordura. Quando a grana dá, uma carne premium, red angus ou wagyu… Outra opção que deve funcionar é a bananinha, corte barato retirado do contrafilé, geralmente vendido em pacotes com cerca de 1 kg. São bocadinhos irregulares, compridos e finos, mas bem entremeados de gordura e saborosos.

  • Sergio Yoshio Watari

    Desculpe o item MAÇÂO ….seria maçã??????

  • Marisa Ono

    Maçã? Aonde, Sergio. Não encontrei.

  • Alexandre

    Marisa,

    nao sei se era algo regional ou por ter convivido praticamente so c japoneses, lingua era uma coisa q nao podia faltar, aki ja vi substituir por cupim. qki no ms existe uma versao conhecida como gengikhan. sei q eh coreana, mas em alguns yakinikus tinha teru supu (sopa de rabo) q nem sempre estava no menu e servida p clientes mais assiduos. sabe como faze-la? quero de antemao pedir desculpa e avisar q sempre vou estar participando de seu blog e caso necessite, humildemente, posso colaborar. grato.

  • Marisa Ono

    Não conheço essa sopa de rabo de boi, não. Nos restaurantes que fui, ofereciam a sopa de wakame e gergelim como cortesia. E onde eu morava (província de Shizuoka), rabo de boi não era coisa comum, só encontrava em açougues brasileiros. E o gengiskhan, por incrível que pareça, é um prato japonês, de Hokkaido. Há uma história interessante, envolvendo casacos para os soldados e carne de carneiro sobrando.

  • Erika Nishi Miyamoto

    Ola, meu nome Erika tudo bem Marisa? Acabei de voltar do Japao, morava em Hamamatsu.Agora estou de volta em minha cidade Campo Grande MS, e pretendo abrir um restaurante, e la no Japao gostei muito do estilo YAKINIKU, vc deve ter apreciado esta comida, muito gostosa por sinal. Bom voce tem ai a receita deste molho pra mim passar pois tenho saudade do sabor, estou grata a vc se me passar obrigada. E outra coisa marisa entao estou com esse projeto desse restaurante voce pode me ajudar por onde comecar? bem por onde manterei um contato com voce? meu e-mail e este que vc recebe. e tbem tenho o skype erika.nishi.miyamotomno mais aguardo os nossos contatos

  • Erika Nishi Miyamoto

    oi Marisa sou eu de novo rs, desculpe acabei de ver seu molho, mas onde posso achar essa pasta porque o segredo do gosto deve ser esta pasta neh? Bom tenho muitas coisas para eu ver com voce, se puder me ajudar, onde posso achar um bom chef de cozinha que entenda todos os pratos tipicos italianso e japoneses e alem de outros, ou mesmo um cozinheiro deve servir ou tem diferenca? de um cozinehiro para um chef de cozinha? conto com voce estou ainda muito crua em tudo procurei o SEBRAE em minha cidade e estou ja vendo os passos para abrir. mais uma vez conto com sua ajuda , obrigada

  • Marisa Ono

    A pasta de pimenta coreana pode ser encontrada em mercearias na Liberdade ou Bom Retiro em São Paulo, por exemplo. Mas essa não é a única receita de molho para yakiniku, na verdade, existem dezenas, centenas. Algumas são à base de sal em vez de shoyu, miso, gergelim, cebolinha, alho, cada restaurante desenvolve sua própria receita.
    Quanto ao restaurante, posso ser sincera? Você pretende abrir um negócio sem ter experiência no ramo e, pelo visto, nem tem ideia do que pretende servir. Eu pensaria em experimentar trabalhar em um restaurante primeiro, para ter uma noção da rotina de um. Pelo visto vai precisar de, pelo menos, uma consultoria com um administrador de empresa ou do Sebrae para aprender a precificar os pratos, noções de custo, estoque, etc. E de um chef de cozinha para desenvolver um cardápio, treinar equipe, definir rotinas. E não creio que ninguém atenda via skype ou e-mail.

  • Erika Nishi Miyamoto

    Obrigada marisa pela atencao! Te admiro muito vc atende as pessoas com carinho especial que vc tem em seu coracao! Sou sua Fa, suas receitas sao maravilhosas, eu tirava as suas receitas no Japao pra eu fazer, tudo dava certinho e eh uma delicia! Voce me ajudou muito em poucas palavras ditas aqui, realmente uma consultoria, e um caminho pra comecar a organizar o plano de trabalho. Nao quero desistir desse sonho Marisa,em abrir o restaurante, por isso, mais uma vez procuro voce, quero aprender passo a passo primeiro! e aqui em Campo Grande nao tem comida japonesa, e sim sobarias, casa de sushis. E penso que o estilo que vi no Japao do yakiniku seria uma boa abrir, o estado favorece muito se falando em CARNE, muitos frigorificos e gados! Bem fico grata a voce pela sua atencao mais uma vez, OBRIGADA Marisa, e Parabens pelo seu trabalho! abracos ate a proxima

  • Marisa Ono

    Pode ser um problema, Erika. Terra que tem muita carne, também costuma ter muito churrasco. Além do yakiniku talvez seja boa estratégia oferecer outras coisas para atrair clientela.

Leave a Reply

  

  

  

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>