Creative Commons License
Blog Delicia by Marisa Ono
is licensed under a Creative Commons.

Imagem cedida pelo Studio Oz

Alho Negro na Bombay

Pinterest Master

  Pinterest

Doe Com Um Clique

Imprimir Imprimir

Pipoca Doce

Pois é, pipoca. Eu gosto de pipoca doce. Já escrevi sobre as pipocas caramelas que ficam muito crocantes. Mas dá um certo trabalho. E quanto à pipoca de pipoqueiro? Bem, eu tinha desistido delas depois de queimar algumas panelas.

Muita água passou e voltei a pensar na pipoca. Estourei algumas com açúcar em uma panela de inox. Funcionou. Mas é preciso ficar sacudindo para cima e para baixo quando estão estourando e controlar o calor para que não queime.

Se você gosta de pipoca doce, vai um conselho: gaste de R$27 a R$35,00 em uma pipoqueira. Pelo menos é a média de preço por aqui. Compre uma pipoqueira de alumínio, não precisa ser de paredes grossas. Aliás, é até melhor que seja de paredes finas, porque esquenta mais rápido. E quando mais rápido esquentar, mais rápido as pipocas irão estourar e não vai queimar ou formar piruá.

Na minha pipoqueira uso 2 colheres de sopa de óleo para 1/3 de xícara de milho para pipoca. Deixo esquentar e estourar o primeiro grão. Coloco rapidinho 3 colheres rasas de açúcar e tampo. Espero começar a estourar e vou virando a manivela devagar. Quando começam a estourar com toda força, abaixo o fogo. Continuo mexendo até estourarem todas.

Imediatamente viro em uma outra tigela. E pronto, é só comer.

Como só com açúcar a pipoca fica branca, nem parece que tem açúcar, coloco uma colher de chá de chocolate em pó.

E só fica um pouquinho de açúcar queimado no fundo, fácil de sair se deixado com água por algum tempo.

Agora estou pensando em outros sabores na pipoca. Vamos ver o que sai.

 

 

 

 

Share This Post

27 comments to Pipoca Doce

  • Sandro

    Marisa O seu blog é muito legal gosto de ver suas receitas vc esta de parabens.
    Eu tenho uma receita de pipoca doce, que eu chamo de pipoca karinto.
    na receita vai açúcar, oleo, gengibre, molho de soja (shoyu) e pipoca um pouco de cada ingrediente, vc poe
    tudo na pipoqueria e mexe sem parar se parar queima o shoyo o importante é nao parar de mexer ate estourar todosos graos.
    E fica uma delicia depois que esfria tem um gostinho de karinto.

  • Gilda

    Oi Marisa!
    Acabei de ler esta receita, levantei e fui fazer. Já estou comendo aqui enquanto escrevo para agradecer pela receita e modo de fazer, como sempre, infalíveis. Este ano as férias dos netos vai ser mais gostosa aqui em casa. Valeu!

  • Marisa Ono

    Gilda, que bom que gostou. Pipoca sempre faz sucesso com a criançada. Palavra de uma ex-criança.
    Sandro, vou experimentar um dia desses e depois comento.

  • wada

    Oi Marisa muito legal seu Blog… fico horas nele…
    como eu compro o alho negro?
    vendo essa sua pipoca lembrei de uma receita q vi a um tempo, q tambem é muito boa…
    depois da uma olhadinha… dá trabalho mas vale a pena.
    http://www.simplesmentedelicia.com/?p=1070
    Abraços

  • Marisa Ono

    Olá, Wada.
    Para quem está em São Paulo, o alho negro pode ser encontrado no Empório Santa Maria (Av Cidade Jardim 790) e nas lojas da Bombay:
    http://www.bombayherbsspices.com.br/lojas.php
    Para as outras localidades, há a opção de compra na loja virtual da Bombay:
    http://loja.bombayherbsspices.com.br/index.php?idPRODUTO=

  • Juliana

    Oi Marisa,

    Adoooro seu blog, sou nutricionista e apaixonada por comidas diferentes, boa alimentação e principalmente por fazer e comer!
    Vi, no GNT, o Jamie Oliver ensinando a temperar o açúcar com fava de baunilha, raspas de laranja e umas gotinhas de uma bebida que pareceu vodka, mas acho que era um licor. Pareceu delicioso e o cheiro deve ser fantástico.
    Ano que vem, se eu conseguir, mando pra vc a baunilha do cerrado. Conhece? É super cheirosa e tem uma fava bem grandona. Na verdade, quem descobriu foi o Simon Lau proprietário do restaurante Aquavit em Brasília, ele diz que é um Senhor do Goiás Velho que vende. Mas, de verdade da de 10 na outra!
    Enfim, foi esta semana, a receita da Pipoca provavelmente esta no site do GNT, se vc se interessar.
    Parabéns…Juliana

  • Marisa Ono

    Olá Juliana, eu já tinha visto o açúcar aromatizado do Oliver. Ele usa salpicado sobre a pipoca estourada. Quanto à baunilha do cerrado, ouvi falar muito mas nunca encontrei para comprar.

  • Faço pipoca doce na pipoqueira, mas coloco o milho, um fio de óleo, açúcar e um pouquinho de água. Fica literalmente caramelada =)

  • Marisa Ono

    Vou experimentar, Dani. E se colocar um pouco de sal? Caramelo salgado? Heim?

  • yukari

    Experimente usar açucar cristal colorida. Dá pra fazer pipocas de várias cores.

  • Cara Marisa, coincidentemente estou numa fase “pipoqueira”, pesquisando novos sabores ou formas de fazê-la. Acabei de postar um texto a respeito…E a receita do Sandro, acima, com shoyu e gengibre também me interessou. Estou tentando fazer umas mais condimentadas, para servir com aperitivos. Minha tentativa com wassabi foi…um fracasso. Mas ainda estou tentando. Forte abraço

  • Carlos

    Juliana,

    Simon Lau não descobriu a baunilha do serrado, essa é uma grande mentira que o Senhor Lau gosta de difundir na imprensa. Na verdade ela é usada há muito tempo, antes da chegada dos europeus.

  • Juliana

    Obrigada, Carlos!
    Eu realmente não sei quem descobriu, só sei que conheci no restaurante dele.
    Desculpe o engano.

  • Dirlene

    Marisa,
    Gostei de suas receitas, á 25 anos faço pipoca doce, para ela ficar crocante,
    uso oleo, agua, açucar branco, e açucar mascavo.Coloco tudo na pipoqueira, vou mexendo, fica crocante e todas carameladas. Espero que experimente.
    Um grande abraço.

  • Marisa Ono

    Oi, Dirlene, um dia desses eu experimento. Não tenho açúcar mascavo em casa.

  • Cintia Naomi

    Oi Marisa!
    Conheci o se site a pouco tempo e encontro-me viciada por ele, parabéns!!!
    A minha receita de pipoca doce é simples e deliciosa… tenho certeza que você vai adorar!
    Sempre que faço é um sucesso! Aí vai:
    1 medida de pipoca
    1 medida de açúcar
    1/2 medida de óleo
    1/2 medida de água (isso mesmo! Água!)
    Coloco tudo na panela (que não precisa ser pipoqueira!) em fogo alto e mexo até começar a estourar, daí, tampo a panela, abaixo o fogo e “balanço” a panela o mais próximo do fogo… qdo parar de estourar tirar imediatamente da panela para que não fique com aspecto de calda de pudim (rsrsrs…).
    Acredite, esta pipoca é uma delícia! Espero que goste.
    Cintia Naomi – Ouro Preto do Oeste / Rondônia

  • christopher

    Oi, eu já acho que vale a pena e muito a pena, gastar uns R$ 60,00 e comprar uma panela de pipoqueiro, as finas de hoje em dia parecem que são descartáveis! O que pode acontecer é danificar um dia a manivela mas não é difícil de se consertar, a tampa e a panela é pro resto da vida!
    Meus 2 cents. Receita de pipoqueiro, e de um pipoqueiro que parecia gostar do que fazia, ensinou a receita com prazer e inclusive me ensinou onde se comprava a panela.

    1 medida(copinho de massa de tomate) de pipoca,
    1 medida de açúcar misturada com nescau, 8 pra 2 ou só açúcar
    Quase 1 medida de óleo, pode colocar o óleo até dar umas 8~9 partes do copo
    2 pitadas de sal
    1~2 pitadas de canela em pó

    Coloca-se tudo na panela e misture bem, deixe em fogo alto e mexa de vez em quando, quando começar a estourar mexa sem parar, quando tiver estourando de montão, pode abaixar um pouco o fogo e deixe acabar de estourar.

    Faça uma vez e depois regule a quantidade de açúcar a seu gosto.

    Essa receita é garantida!

    Não sei se pode fazer propaganda mas a melhor pipoca é a Yoki PREMIUM!

    Pipoca salgada com AONORI é muito bom.

    abs

  • christopher

    Um adendo, essa pipoca depois de fria se colocada num saco bem fechado, fica crocante fácil, fácil uns 4~5 dias.

    Já que você viveu no Rio, o pipoqueiro que me ensinou trabalhava na uruguaiana e a “loja do pipoqueiro” é no começo da Rua dos Andradas. Nesses anos de Rio de Janeiro, já fui “atravessador” de várias panelas de pipoca para japoneses que vinham trabalhar temporariamente com a família aqui no Brasil. Gostavam tanto da pipoca doce que queriam uma panela pra levar para o Japão. Como é um lugar pouco recomendável pra um japonês ir, eu pegava o pedido de todos e comprava um monte de panelas. De jeito nenhum que o dono da loja acredita que eu não estou ganhando nada em cima das mais de 15 panelas que comprei dele até hoje.

    abs

  • Marisa Ono

    Depois disso comprei uma pipoqueira. Pensei que tinha comentado no blog mas parece que não. Curiosamente, parece que a pipoqueira de alumínio é mais eficiente, porque aquece rapidamente e estoura a pipoca bem. Ando evitando pipoca ultimamente, por conta de um probleminha de circunferência, sabe… Quem sabe, começando as olimpíadas, eu volte a testar algumas combinações?

  • Marisa Ono

    Christopher, morei no Rio até os 9 anos. Imagine, com essa idade, os locais que pude ir foram bem limitados. Lembro do meu bairro (Catumbi, com suas ciganas, casas com portas altas e estreitas), a Penha (onde meus padrinhos moravam), a Ilha do Governador e o pequeno paraíso que era nos anos 70 e uma ida ou outra à praia do Flamengo, Copacabana à noite para comer frango frito. Bem, sim, eu sou velha.

  • Claudia W. Machado

    Olá Marisa!! Li sua receita e fui fazer, ficou uma delícia as pipocas. Obrigada!!

  • Marisa Ono

    Claudia, faz algum tempo que não faço essas pipocas porque… eu não consigo parar de comê-las. Experimente também as pipocas carameladas. Dão um pouco mais de trabalho, mas ficam ótimas: http://marisaono.com/delicia/?p=164

  • Mdalena Rossi

    Eu trabalhei na festa junina da escola dos meus filhos durante 10 anos fazendo pipoca doce e modéstia a parte era muito famosa a nossa pipoca. Ai vai a nossa receita:

    1/2 copo de requeijão de água
    1/2 copo de requeijão de óleo
    1 copo de requeijão de açúcar
    1 copo de requeijão de milho
    Colocar tudo na pipoqueira (tem que ser na pipoqueira) e mexer sempre até terminar de estourar. Fica deliciosa.

  • Henia

    Cristopher,
    Qual é o endereço da loja da Rua dos Andradas onde vc compra a panela para pipoca?
    A rua começa no largo de s. Francisco e termina após a Marchal Floriano.

  • brenda

    ola qual e a receita para fazzer pipoca doce

  • Marisa Ono

    Breda, leia o post, está explicado.

  • Camila veneruche

    Gostei muito e gostoso de mais

Leave a Reply

  

  

  

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>