65 Comments

← Previous Page 2 of 2
  1. Matilde Ruiz de Pinho

    Por favor, poderia me dizer o nome da loja onde a tua tia comprou a forma. Tenho um filho que é “vidrado” nestas bananas. Moro em Londrina mas não faço a menor idéia onde encontrar. Muito obrigada por passar as receitas e se possivel o endereço. Sou brasileira mas acho que os meus filhos são japoneses, nunca vi gostarem tanto da comida japonesa.

  2. marisa boa nite gstaria se me pudesse me ajudar pis fui na casa de uma amiga em sp e ci um bolo pequeno com semntes em cima uma delicia ela na sabe nome mais e fofissim disse que foi comprado na liberdade bol japones uma delicia mais ja procurei e na encntrei se puder me ajudar ficarei muit grata sou d interior e gstaria de pder fazer desse bolo desde ja te agradeç e um bolo pequeno com poucas semntes por cima dele e muito fofo

  3. EDY

    OLá!!!QUANDO PEQUENA EM BAIXO DO MEU PREDIO HAVIA UMA FÁBRICA DESSES BOLOS, ACORDAVA TODO DIA COM AQUELE CHEIRO MARAVILHOSO.O JAPONÊS QUE TRABALHAVA LÁ SEMPRE ME DAVA O QUE QUEBRAVA DA FORMA E EU LEVAVA TUDO PRA CASA.
    EU FICAVA OLHANDO ELE FAZER, ERA MUITO LEGAL, EO CREME ENTÃO, MARAVILHOSO.OBRIGADA POR COLOCAR A RECEITA VOU VER SE ENCONTRO A FORMA . BEIJOS

  4. creusa de fátima

    Oi Marisa Ono,que agradecer pela postagem desta banana que venho procurando a tempos,tb quando era criança comprava na feiras livres nas bancas de bolacha.Uma delícia que quando vi a
    foto da banana parece que senti o gosto na boca,muito obrigada vou fazer mesmo nao tendo a forma.bjs obrigada

  5. Angelica

    Oi Marisa! Descobri o seu site dias atrás procurando uma receita de canudinho recheado… comecei a navegar e me deparei com essa receita da bananinha!!!
    Aqui na minha cidade, o recheio era de creme de confeiteiro mesmo, sem sabor de banana. Há alguns anos, aprendi a fazer dorayaki, que fica com o mesmo sabor da bananinha que a gente comprava aqui, só que bem mais fácil de fazer…
    Enfim, só queria te agradecer por disponibilizar suas receitas e, junto com elas, um pouco da sua história e das suas recordações…
    Bjs

  6. Suzana Tamae Inokuchi

    Eu também tenho lembrança da infância com esta bananinha, que comprávamos no Mercado Municipal em Curitiba. Acho que vi poucas vezes na feira livre tb, mas era em uma única barraca de uma feira mais do centro da cidade. Vou ver se encontro a forma e faço a receita. Saudades desse sabor!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *