16 Comments

  1. […] macio no dia seguinte, porém firme o suficiente para sustentar um sanduíche substancioso, usei o fermento Shirakami Kodama. Ainda vou fazer testes com fermentos nacionais. Como nunca tinha usado essa forma para pão, errei […]

  2. admin

    Eu não tenho nenhum contato com a empresa. Sou apenas uma consumidora satisfeita. Não sei se existe alguém que importe esse produto para o Brasil. Mas seria um produto bom, com esse crescente interesse por produtos novos e diferentes.

  3. Marisa Ono

    Eu falei mais sobre fermentos naturais para pão no post sobre fermento de batata e sobre o fermento japonês Shirakami Kodama. Aviso que pode ser bastante frustrante trabalhar com fermentos naturais, porque podem ser contaminados e desenvolver algum aroma ou sabor desagradável, além de ser necessário alimentar o fermento com certa regularidade para que ele não morra.
    Um blog muito bom que comenta bastante sobre fermentos e pães é o Wild Yeast, em inglês.

  4. ana marlete rocha

    gostaria de receber informaçoes e receitas feita com fermentos naturis e se vc tiver receitas de como fazer iorgute em casa dizem que tem uma receita para o fermento ana desde já agradeço beijos

  5. Charito

    Eu já fiz dos tipos de fermento natural e nunca tive problema, sempre deu certo, o primeiro que aprendi a fazer foi o que se utiliza para fazer o pão de cristo, e o segundo a base de garapa (suco de cana ) que aprendi a faze de uma coleção que saiu a alguns anoa atrás chamado Vida – uma guia de autosuficiencia da editora três “aprenda fazer pão caseiro”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *