Creative Commons License
Blog Delicia by Marisa Ono
is licensed under a Creative Commons.

Imagem cedida pelo Studio Oz

Alho Negro na Bombay

Pinterest Master

  Pinterest

Doe Com Um Clique

Imprimir Imprimir

Bottarga de Pobre 2

IMG_5409

Há muito tempo fiz a receita da Mari Hirata. Trata-se de uma gema de ovo curtida em pasta de soja (miso), para ser comida com arroz. Mas é preciso cuidado, a gema pode se romper, é preciso delicadeza.

IMG_5402

Mas, como outro dia eu estava brincando com ovos congelados, resolvi curtir uma gema de ovo congelada. Congelei o ovo, até trincar. Depois deixei fora da geladeira e esperei que descongelasse. Separei a gema, que ficou bem mais firme.

Espalhei um pouco da pasta no fundo de um pote pequeno e acomodei a gema. Cobri com um pouco mais de pasta e levei à geladeira. Comi depois de uns 4 dias, deveria ter deixado só 2 dias, ficou salgado demais. Mas ficou gostoso. A textura muda, fica mais gelatinosa e o sabor é bem mais rico, complexo.

E o que fiz com a clara? Guardei no congelador, uso claras para empanados.

 

Share This Post
Imprimir Imprimir

Salada de Atum Marinado

IMG_5389

Outro dia me perguntaram se no Japão existe uma tendência de modernização da cozinha ou se ela é impermeável a mudanças. Claro que coisas novas surgem. Algumas ficam, outras não. Lembrei (creio que o calor contribuiu para isso) de uma salada feita com sashimi. Como tinha ganho uns cortes de atum, já limpo, resolvi fazer. E minha mãe, que geralmente critica qualquer novidade, gostou muito dela.

Para isso você não precisa ser um itamae. Basta comprar um bloco já limpo na peixaria. Prefiro atum para esse prato e não vai precisar muito. O passo seguinte é derramar um pouco de shoyu e sake e deixar pegando gosto, virando a peça de vez em quando. Depois de uns 20 minutos, enxugue bem, envolva em papel absorvente e guarde na geladeira até usar. O shoyu vai dar mais sabor, deixar o atum bem firme e, claro, salgado.

Monte a salada à seu gosto. Eu prefiri alface, radicchio em tiras, mizuna e pétalas de cosmos. Poderia ter adicionado outros vegetais, como tiras finas de cenoura, pepino ou nabo, rabanetes em rodelas finas, etc.

Com uma faca bem afiada, cortei o atum em fatias (sim, uma faca de sashimi é bem conveniente, principalmente se estiver bem amolada), distribuí sobre a salada e reguei com o molho oriental de gergelim que publiquei aqui:

http://marisaono.com/delicia/?p=4696

IMG_5414

Outra versão é adicionar um pouco de alga wakame hidratada a um pepino cortado em fatias finas e espremido, para tirar o excesso de água. Vai ter um gosto bem marinho, que eu gosto muito.

Dependendo da quantidade, é uma refeição por si só.

 

Share This Post
Imprimir Imprimir

Gyoza com Crosta Crocante

yaki gyoza com crosta

Gyoza já é bom, não? Com uma crosta fina, dourada, rendada, fica muito melhor. E é fácil fazer. A técnica funciona tanto com gyozas congelados quanto com gyozas frescos. Para isso, vai ser preciso fazer um mingau com 10 gramas de farinha e 200 ml de água. Basta misturar tudo e levar ao fogo, mexendo sempre, até engrossar.

O resto está explicado no video que fiz:

Se quiser fazer a massa, publiquei a receita aqui:

http://marisaono.com/delicia/?p=836

Ou esta receita, com gyoza aberto:

http://marisaono.com/delicia/?p=1783

 

 

Share This Post
Imprimir Imprimir

Mas Que Calor!

Este verão tem sido bem quente por aqui. Bem, não é surpresa, estamos em um país tropical. Mas sabiam que no Japão o verão também pode ser bem quente? Uma vez estive em Nagoya e o termômetro marcou 40°C. Não é raro que a temperatura ultrapasse a casa do 30 graus na ilha principal. O verão lá é muito úmido e a sensação é de estar cozinhando no vapor. O suor escorre e não seca, roupas ficam encharcadas, aumentando o desconforto.

Por lá muita gente se queixa de falta de apetite no verão. Massas frias (somen, soba, lamen) são consumidas com um caldo gelado e sem gordura. Tofu gelado também é uma boa pedida assim como arroz regado com chá frio. Alguns preferem comer pratos condimentados, que estimulam o apetite e fazem a gente comer mais arroz, como um curry (karê) bem apimentado. Ou pequenas porções de coisas altamente nutritivas como carne ou enguia.

Nos intervalos, espaguete de kanten (tokoroten), melancia, raspadinha (kakigori) e sorvete, claro.

Eu tenho feito muita salada. Costumava levar salada na marmita, para o trabalho. O molho ia em um recipiente bem fechado. Misturava folhas, pepinos, tomates, alguma proteína (frango,presunto, atum enlatado), grãos cozidos (geralmente cevadinha ou arroz integral). Virava uma refeição. E eu costumava emagrecer no verão. Vamos ver se perco um pouco de peso neste.

No sábado vai acontecer outro “Comida de Rua, né” em frente do Sakagura A1 (Rua Jerônimo da Veiga, 74), servindo Hiyashi Tan-Tan Men (Lamen frio com molho de carne picante) e Bukkake Udon (Udon frio). R$19,00 a porção e o chopp a R$5,00. A partir das 12:30 até as 16:00.

 

 

Share This Post
Imprimir Imprimir

Salada Com Ovo Congelado

IMG_5408

Ovo congelado? Eu costumo congelar claras que sobram e utilizo em empanados. Mas congelar um ovo inteiro parece absurdo, não? Mas vi na tv japonesa essa dica que achei bem curiosa: ovo congelado empanado.

A salada fiz com vagens, broto de bambu, chuchu, batatas cozidas e atum enlatado. Temperei com sal, vinagre e azeite.

IMG_5402

Para o ovo empanado, congelei ovos inteiros. A casca vai trincar, é natural, já que a água contida nele expande no congelamento. Para descascar, é só passar rapidamente na água, a casca se solta com facilidade.

IMG_5405

A etapa seguinte é passar em farinha de rosca, claras e novamente em farinha de rosca. Trabalhe com rapidez e cuidado, há uma tendência da crosta se soltar, já que o ovo vai descongelando. Frite em bastante óleo aquecido, mas não muito quente. Creio que gastei uns 4 ou 5 minutos para fritar o ovo. Em dado momento um pouco de clara ainda líquida escapa da crosta, porque a parte externa cozinha e a parte interna continua líquida e ao ser aquecida precisa escapar.

O fato é que no final, a gema vai ficar firme (por conta do congelamento, que altera a textura dela) mas não muito cozida. A parte de fora fica cheia de bolhas e com uma textura mais para crocante.

Ah, se não quiser ter esse trabalho, apenas cozinhe o ovo. O empanado é frescura, mesmo. Essa salada vale uma refeição e foi o meu almoço.

 

 

Share This Post