Imagem cedida pelo Studio Oz

Alho Negro na Bombay

Pinterest Master

  Pinterest

Doe Com Um Clique

Imprimir Imprimir

Video Novo: Sasagaki-kiri e Takikomi Goham

Tem video novo no Youtube. Desta vez, o sasagaki-kiri e uma receita bem fácil de arroz.

Share This Post
Imprimir Imprimir

Sorria, Você Está Sendo Enganado

Para quem não me acompanha no Facebook, aqui vai um vídeo que diz quase tudo sobre dietas e sucos desintoxicantes.

http://www.brasilpost.com.br/2015/07/14/suco-detox-video_n_7798316.html

E já vou avisando que não vou responder a e-mails sobre o assunto e não quero saber de gente defendendo suco verde.

 

 

Muita gente está sendo enganada e gastando dinheiro à toa, para a alegria de indústrias de produtos “naturais”, gurus da boa saúde e charlatões em geral. Pior que isso, podem estar até mesmo ingerindo coisas que podem fazer mais mal de bem. Isso depende da pessoa e de doenças que têm predisposição, do modo como consomem e da quantidade. Couve e inhame crus são exemplos mas é só pesquisar um pouco que vão encontrar mais coisas.

E como a gente não leva o carro com pneu furado a uma farmácia e sim a um borracheiro, questões de saúde têm que ser discutidas não com um apresentador de tv e sim com um médico.

 

 

Share This Post
Imprimir Imprimir

Videos Especiais do Blog Delicia

Estou gravando e publicando uns videos sobre cortes de vegetais da cozinha japonesa. Em cada episódio, um corte e uma receita, tudo rápido, menos de 7 minutos. A qualidade do vídeo não é boa, careço de mais iluminação, de uma lente macro, de uma filmadora melhor, de muita coisa. Mas não falta boa-vontade. Está no ar o primeiro, com uma receita bem fácil de carne e batata à japonesa, prato bem popular e exemplo da cozinha doméstica japonesa.

Está no Youtube: https://youtu.be/JzM22jyNdoU

 

 

Share This Post
Imprimir Imprimir

Como Comer um Mil-Folhas?

IMG_5708

Parece que o mil-folhas é o doce do momento. Em breve veremos eleições para o melhor mil-folhas de São Paulo, gente escrevendo sobre os pontos de um mil-folhas perfeito, harmonização com bebidas e (espero que não!) surgirão mil-folheterias oferecendo mil-folhas de brigadeiro, de paçoca cremosa, de beijinho, de tudo. Enquanto tudo isso não acontece, presto um serviço de utilidade pública: explico como se come um mil-folhas.

Se meu pai me lesse agora iria torcer a boca e dizer: Enfia na boca e mastiga, ué. Claro, o espírito é esse. Mas há uma maneira mais elegante e coerente para fazer isso. Muita gente simplesmente esmaga com o garfo, espalha o creme por todo o prato e depois raspa tudo. Foodie também tem que saber um pouco de etiqueta.

IMG_5709

O primeiro passo é tombar o doce no prato. Sim, ele deveria ser servido já deitado, facilitaria a vida do comensal.

IMG_5712

Com a ajuda de um garfo e uma faca, parta ao meio. É fácil, a massa é folhada e trinca quase sem esforço.

IMG_5713

Partido ao meio fica mais fácil de cortar porções que caibam na boca. A massa folhada é bem menos resistente na transversal.

IMG_5714

E, finalmente, leve à boca e desfrute tanto da textura cremosa do recheio quanto da textura crocante do doce. E agora fica fácil de entender porque um mil-folhas tem o formato retangular e não quadrado, redondo nem circular.

Share This Post
Imprimir Imprimir

Onigirazu

IMG_5705

Fiquei sabendo do onigirazu há pouco. E foi fácil entender porque virou uma febre no Japão: é mais elaborado que o onigiri, mais fácil de fazer que um sushi e permite muitas variações. É uma boa opção para lanche, para levar para o almoço ou piquenique e satisfaz muito.

Trata-se de um prato que está entre o onigiri (bolinho de arroz cozido, que pode ser recheado ou não e que costuma ser modelado em formato triangular ou redondo) e o sanduíche. Fazer é muito fácil.

IMG_5700

Em uma folha de alga nori distribua uma camada não muito grossa de arroz. Faça um quadrado bem no meio. Molhe a mão em água com sal (pode ser bem salgada, já que o arroz não leva sal) para que o arroz não grude nas mãos. Distribua o recheio de sua preferência.

IMG_5701

Cubra com mais arroz e dobre a alga para o centro, formando um pacote quadrado.

IMG_5704

Corte ao meio para servir. Outra opção é cortar na diagonal, em triângulos ou em quartos.

Para o recheio parece que está valendo de tudo: carne refogada com shoyu ou miso, conservas de vegetais, verduras, presunto, pasta de atum com maionese, frango, porco ou camarão empanado… O arroz pode também ser temperado com folhas de shiso vermelho em pó (chamado de yukari) ou conserva de folhas de nabo bem picadas, por exemplo. Cores vivas deixam o onigirazu mais atraente e apetitoso. O arroz do tipo oriental é o mais indicado, já que não fica duro depois de frio. E, para mim, um já é suficiente para virar uma refeição.

 

Share This Post